Menu
Busca Sex, 26 de abril de 2019
(67) 9.9928-2002
Saúde

Terceiro Turno nas unidades Básicas de Saúde é uma estratégia de saúde preventiva e fortalecimento da atenção básica

04 abril 2018 - 08h39
Pesquisa realizada no período de 2008 a 2012 constatou que no município de campo grande, os óbitos decorrentes das Doenças do Aparelho Circulatório, ocorridos em 2012, por faixa etária, risco de morte, encontrava-se em primeiro lugar, de um total de 1.352 óbitos, apresentava um percentual de 29,75% do total de óbito de todas as causas. 

As Doenças Isquêmicas do Coração (Infarto Agudo do Miocárdio, dentre outras), ocupam o primeiro lugar, com 478 óbitos e um percentual de 35,35%. A faixa etária de maior risco é há de 50 anos acima e o sexo masculino é o mais atingido. 

 Doenças Cérebro Vasculares (Derrames cerebrais e outras), ocupam o segundo lugar, com 420 óbitos e um percentual de 31,06%. A faixa etária mais atingida é há de 50 anos acima e o sexo mais atingido é o feminino.
 
As Doenças Hipertensivas (Decorrentes da Hipertensão Arterial, dentre outras), ocupam o terceiro lugar, com 166 óbitos  de todas as causas, as Neoplasias, aparecem em 2º lugar , registrando 892 óbitos em 2012, representando 19,36% do total dos óbitos de todas as causas.
 
Diante deste cenário, a Gestão Bernal, através da Secretaria de Saúde de Campo Grande, implantou em 2013 o projeto Terceiro Turno em 20 unidades Básicas de Saúde da Família, visando reduzir o índice de mortalidade e fortalecer atenção primária. 

O projeto terceiro turno era constituído por uma equipe multiprofissional de Médicos, Enfermeiros, Educador Físico, Assistentes Sociais, Técnico de Enfermagem e Administrativo.

 O horário de funcionamento das 20 Unidades Básicas de Saúde era das 17hs às 22hs e os resultados obtidos foram fantásticos.
 
Os resultados obtidos foram: a ampliação do acesso à saúde da população, o atendimento continuo e sistemático considerando as linhas de cuidados - RAPS (sofrimento ou transtorno mental e com drogas) - Equipe Móvel de Psiquiatria e Consultório na Rua; Atendimento Materno Infantil (gestantes e menor que 2  anos); Atendimento aos pacientes com Doenças crônicas não transmissíveis (obesidade ou desnutrição; Atendimento aos pacientes  Renais Crônico; Deficiência e diagnóstico de  câncer); Diabéticos, Hipertensos, por meio das ações de promoção, prevenção e vigilância em saúde. 

A Ampliação da oferta de consultas no período noturno proporcionou a redução das filas nas unidades Básicas de Saúde da família e unidades básica de saúde, no período matutino e os pacientes não precisavam mais ficar de madrugada nas unidades esperando para marcar consultas. 

A implantação do Terceiro Turno, refletiu diretamente na redução da superlotação das Unidades de Pronto Atendimento 24 horas e redução das internações hospitalares. 

Mais de 140 mil pessoas foram beneficiadas com o Terceiro Turno em Campo Grande-MS, período de agosto de 2015 a dezembro de 2016.   Atualmente, não existe mais o TERCEIRO TURNO nas 20 Unidades Básicas de Saúde de  Campo Grande. 

Infelizmente, a atual Gestão resolveu acabar com o projeto Terceiro Turno, por entender que a Saúde Pública, gerou muitas despesas para o município.

 No meu entendimento, Saúde Pública não é despesa. Saúde Pública é Investimento. A vida humana tem um valor imensurável e investir na vida é priorizar as pessoas em primeiro lugar.

Adm.Ivandro Fonseca-  prof.Universitário , Pós graduado em Administração Hospitalar - São Camilo- RJ,  Pós graduado em gestão de saúde- Faculdade Paulista de Medicina e ex-secretário de saúde de campo grande.

Banner da campanha da dengue

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Repasse da ANS ao SUS atinge recorde de R$ 783 milhões, em 2018
Menininho Bolsonaro, ‘Não se meta’
POLÊMICA
Segundo o GLOBO: Bolsonaro alerta para amputações de pênis no Brasil por falta de água e sabão
CAPITAL
Menina de 5 anos é estuprada pelo marido da avó e pega HPV
INVESTIGAÇÃO
Procon encontra produtos vencidos há quase dois anos em postos de combustível
FAMOSOS
ELIANA ENTREGA QUE SABRINA SATO TIRA MUITO LEITE DURANTE ALMOÇO: "E NÃO MANCHEI A ROUPA"
CASO SUZANO
Imesc entrega laudos dos alunos feridos no ataque à escola de Suzano
4 ANOS APÓS CRIME!
Homem que matou enteada esfaqueada em MS é preso em Goiânia
POLÍTICA
“Brasil não pode ser país do mundo gay, temos famílias”, diz Bolsonaro
FRONTEIRA
Rastros do PCC: celular de agente executado na fronteira será periciado em Assunção