Menu
Busca Qua, 25 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Lava Jato

"Tive câncer no estômago", diz João Santana, marqueteiro de Dilma e Lula

Em entrevista ao programa Roda Viva, na noite desta segunda-feira (26/10), o publicitário disse que enfrentou uma grave doença após fazer a delação premiada na Lava-Jato

27 outubro 2020 - 06h37Por Correio Braziliense/Tv Cultura

Um dos alvos da Operação Lava-Jato em fevereiro de 2016 e solto seis meses depois após pagar fiança e fechar um acordo de colaboração premiada com a Justiça, o publicitário João Santana quebrou o silêncio na noite desta segunda-feira (26/10).

Em entrevista ao programa Roda Vida, da TV Cultura, o marqueteiro dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff fez revelações sobre a vida pessoal e relação com os políticos após a delação, afirmando que foi abandonado pelos petistas. "Nunca mais falei com eles."

Santana teve a deleção premiada homologada pelo Supremo Tribunal Federal em 2017. O publicitário admitiu o uso de caixa dois e confirmou que Lula e Dilma tinham ciência de pagamentos oficiais e paralelos feitos como contraprestação aos serviços prestados em campanhas eleitorais. "O caixa dois não foi apenas uma 'unha encravada' no sistema político brasileiro.

O caixa dois foi sempre a alma do sistema eleitoral brasileiro e era uma coisa geral. E poucos foram punidos", afirmou Santana, que usava tornozeleira eletrônica durante a entrevista.

"Fazer a delação foi a pior experiência da minha vida. É uma descida aos infernos. Você enfrenta conflitos éticos, afetivos, conflitos morais de toda natureza. Quando você confronta isso ao seu bem maior, que é a sua vida, você revê e isso fica pequeno", afirmou João Santana. "Por que eu vou ser solidário com quem não está sendo solidário comigo?", emendou.

 

violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Brasil passa de 170 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia
Campo Grande
Corpo de chargista é achado esquartejado e queimado; namorada confessou o assassinato
Justiça condena seguranças que açoitaram adolescente em supermercado
Brasilia
Parlamentares aprovam convite a Pazuello para que fale sobre encalhe de testes da Covid-19
Campo Grande
Prefeitura de Campo Grande fecha contrato de R$ 3 milhões para uniformes escolares
Brasíl
Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
Crime Organizado
PF combate, no Rio, furtos de encomendas nos Correios
Internacional
Hong Kong fechará bares e clubes noturnos pela 3ª vez devido a novos casos de Covid-19
China
China anuncia erradicação da extrema pobreza nos últimos condados pobres
Russia
De olho em mercados externos, Rússia diz que sua vacina contra Covid-19 custará menos de U$20