Menu
Busca Qua, 22 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Transporte coletivo será com reforço no domingo de eleição na capital

14 novembro 2020 - 17h46Por Plantão de Notícias Vip

O transporte coletivo de Campo Grande será reforçado neste domingo (15) de eleições. Conforme o Consórcio Guaicurus, 120 ônibus operando em 85 linhas serão disponibilizados, em Campo Grande. O quantitativo é o dobro do disponível habitualmente aos domingos. Além do reforço, passageiros idosos poderão utilizar o passe gratuito em período integral no dia de votação.

Além dos 120 ônibus disponíveis, haverá reforço nos nove terminais para suprir uma necessidade eventual com pelo menos dois ônibus reservas e tripulação à disposição. Segundo o diretor-presidente da Agetran  (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Janine de Lima Bruno, normalmente, aos domingos, rodam de 60 ônibus na cidade.

Desde o dia 05 de novembro, o transporte público está autorizado a rodar com 100% de ocupação e a operar no sistema de integração. 

 

Fonte: Agetran, MIdiamax

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Eleição 2022
Senado aprovou novo Código Eleitoral e vai à sanção presidencial.
Economia
Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano
CPI da Covid
CPI: diretor da Prevent Senior é acusado de mentir e passa à condição de investigado
Brasíl
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Polícia Federal
A Operação Apate cumpre mandados em São José dos Campos
Brasilia
CPI da Covid-19; início da sessão com "rasgação de seda" entre senadores da oposição tentando reverter a impressão negativa da briga causada por senadora e ministro
Brasília
Briga na CPI: presidente da CPi fala que Bolsonaro causa vergonha, senador Marcos Rogério rebate dizendo que a CPI da Covid que faz vergonha a muito tempo.
Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.
CPI no Senado Federal
A diferença de pensamento entre os Ministros do STF, Carmen, Nunes Marques e Rosa Weber.
Ministros divergem sobre obrigação de convocados à CPI da Covid