Menu
Busca Sex, 15 de janeiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Morte

Advogada é encontrada morta em fazenda de MS

09 abril 2018 - 10h47Por Alcides Bernal
Márcia Alves Rodrigues Santana Melo foi encontrada morta em uma fazenda às margens da BR-262 no sentido Ribas do Rio Pardo/Água Clara, município distante aproximadamente 180 quilômetros de Campo Grande. Ela foi até a propriedade rural na quinta-feira (5) e desde então não foi vista.

Segundo informações do site Patrulha News, por volta das 13h30 equipes da Polícia Civil e Militar foram acionadas para irem até a fazenda, pois funcionários encontraram o corpo da vítima já em estado de putrefação. Em conversa com os policiais, as testemunhas disseram que Márcia Alves chegou à propriedade rural na quinta-feira (5) por volta das 11h. Ela teria saído sozinha de Três Lagoas com destino a fazenda pouco antes das 10h.

Funcionários contaram que ainda na quinta-feira, a vítima tomou café com as testemunhas e depois os funcionários saíram da sede deixando Márcia sozinha na casa. Na mesma noite, uma pessoa ainda tentou falar com a vítima, mas ela não respondeu e o funcionário acreditou que Márcia estivesse dormindo. Novas tentativas de falar com a mulher foram feitas dois dias seguidos, mas em nenhuma das vezes, a advogada atendeu as testemunhas. 

Ela era casada com João Santana de Melo Filho, que faleceu há 11 anos. Amigos relatam que ela  não superou a morte do esposo.

Ainda de acordo com o site local, no início da tarde do domingo, novamente a tentativa de conversar com Márcia foi feita e um funcionário sentiu um forte odor exalando de dentro da residência e desconfiou que algo errado tivesse acontecido e pediu ajuda. A polícia foi acionada e todas as testemunhas confirmaram que a casa estava trancada por dentro.

A porta do imóvel teve que ser arrombada e o corpo da advogada  foi encontrado dentro do quarto. Um revólver calibre 22, com uma munição deflagrada foi encontrado ao lado de Márcia Alves, mas devido ao estado de putrefação, o local do ferimento no corpo não foi encontrado. Através de depoimentos iniciais de familiares, a polícia acredita que ela possa ter cometido suicídio e a tese é reforçada devido a algumas anotações encontradas em uma agenda que estava no local.

Márcia era conhecida em Três Lagoas e tinha um grande círculo de amizade. A morte da advogada causou comoção entre os amigos e familiares.

Segundo informações, o corpo seria trazido para Campo Grande  após os procedimentos realizados pela perícia da Polícia Civil.
racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacina
SES faz reunião para tratar sobre logística da chegada da vacina contra Covid-19 em Mato Grosso do Sul
MS - Coronavirus
Com o Painel Mais Saúde, população pode conferir em tempo real situação de ocupação de leitos no Estado
Greve
Caminhoneiros articulam greve para o dia 1º de fevereiro e convocam nova assembleia para mobilização
Internacional
China está ganhando guerra comercial e as exportações nunca foram tão altas
MS
Segunda etapa de pré-matrícula da REE se encerra nesta sexta
Mundo
Terremoto na Indonésia mata pelo menos 35, fere centenas
Concurso
Edital Polícia Federal: SAIU! 1.500 vagas na PF! Veja AQUI!
Oportunidade
Com 1.101 vagas, inscrição para vestibular UEMS 2021 vai até 24 de janeiro
Ferrovia
CAF vai financiar projeto de viabilidade da relicitação da ferrovia Malha Oeste
Tempo
Fim de semana será de tempo instável e temperaturas amenas