Menu
Busca Qua, 14 de abril de 2021
(67) 9.9928-2002
Briga

Após confusão por lixo, morador pula muro para agredir vizinho a socos

11 abril 2018 - 17h09Por Redação Notícias VIP
Um homem de 25 anos foi vítima de agressões do vizinho de 21, após discussão na manhã desta quarta-feira (11), em Porto Murtinho, a 413 quilômetros de Campo Grande. Segundo a vítima, o vizinho jogou restos de alimento na residência onde ele mora e após a vigilância sanitária ser acionada, o rapaz pulou o muro e o agrediu com um soco no peito.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o jovem jogou restos de lixo na casa do rapaz, que acionou a vigilância sanitária para relatar o fato. Enquanto a vítima explicava a situação, o suspeito pulou muro e o agrediu, mas foi contido pelos vigilantes.

Após ser contido, o vizinho o ameaçou dizendo ?eu vou entrar em seu quintal e esperar você dormir para te matar?.

Ainda segundo a vítima, o suspeito já estaria procurando desentendimento há tempos e que já teria registrado boletim de ocorrência contra o autor na última sexta (6).

O caso está sendo investigado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasília
Governo simplifica regras para aumento de cobertura de rádios FM
Desemprego
Impacto da pandemia é maior para trabalhadores jovens, diz Ipea
Covid 19 em MS
Após confirmação de 2 variantes em MS, especialista sugere "mais controle"
Estudos apontam que variante P2 veio do Rio de Janeiro, mas é considerada menos letal que a P1, de Manaus
Auxílio emergencial
Auxílio do Estado poderá contemplar quase 20 mil famílias em Dourados
Trânsito
Mudanças no CTB: Nova Lei proíbe o transporte de menores de 10 anos em motocicletas
Motorista
Detran lança e-book e hotsite com todas mudanças do Código de Trânsito Brasileiro
Meteorologia
Quarta de tempo parcialmente nublado e pancadas de chuva no centro-sul do Estado
Brasília
Senador diz ter assinaturas para ampliar investigação da CPI da Covid
Geral
Pandemia aumenta em 20% os acidentes domésticos com crianças
Brasil
Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea