Menu
Busca Qui, 23 de maio de 2019
(67) 9.9928-2002
INTERIOR

Cabeças de gado são encontradas desnutridas em área de MS sem pastagem; 17 estavam mortas

Segundo a PMA, dono do local tem 63 anos e foi multado em R$ 145 mil.

17 maio 2019 - 11h06

Duzentas e setenta cabeças de gado foram encontradas desnutridas, 17 delas já mortas, em uma fazenda de Paranaíba, a 398 quilômetros de Campo Grande, região leste de Mato Grosso do Sul. O responsável pelo local, de 63 anos, foi multado em R$ 145 mil pela Polícia Militar Ambiental (PMA).

O gado foi encontrado na terça e quarta-feira (15 e 16), após denúncias de maus-tratos. No local, os policiais se depararam com pastagem degradada, em grande parte somente a terra nua, gado "extremamente debilitado", alguns não conseguiam se levantar do chão e 17 mortos.

Conforme a PMA, além de estar sem alimento e sem água, a quantidade de gado era superior para o tamanho da área. A sede da fazenda também estava abandonada.

Os policiais foram informados que há pelo menos três meses não aparece ninguém na propriedade rural. A PMA acionou a Agência Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) para as providências relativas aos animais.

 

Duzentas e setenta cabeças de gado foram encontradas desnutridas, 17 delas já mortas, em uma fazenda de Paranaíba, a 398 quilômetros de Campo Grande, região leste de Mato Grosso do Sul. O responsável pelo local, de 63 anos, foi multado em R$ 145 mil pela Polícia Militar Ambiental (PMA).

O gado foi encontrado na terça e quarta-feira (15 e 16), após denúncias de maus-tratos. No local, os policiais se depararam com pastagem degradada, em grande parte somente a terra nua, gado "extremamente debilitado", alguns não conseguiam se levantar do chão e 17 mortos.

Conforme a PMA, além de estar sem alimento e sem água, a quantidade de gado era superior para o tamanho da área. A sede da fazenda também estava abandonada.

Os policiais foram informados que há pelo menos três meses não aparece ninguém na propriedade rural. A PMA acionou a Agência Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) para as providências relativas aos animais.

Área sem pastagem onde o gado foi encontrado — Foto: PMA/Divulgação

Área sem pastagem onde o gado foi encontrado — Foto: PMA/Divulgação

O dono da fazenda é morador em Três Lagoas, porém, não foi encontrado. Ele foi multado em R$ 135 mil por maus-tratos aos animais e mais R$ 10 mil pela degradação das matas ciliares do córrego.

O autuado também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção e por degradação de área protegida de preservação permanente, com pena prevista de um a três anos de detenção. Com informações, G1.

Uma das 17 cabeças de gado mortas — Foto: PMA/Divulgação
Uma das 17 cabeças de gado mortas — Foto: PMA/Divulgação

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
STF: maioria vota a favor da criminalização da homofobia
Aéreas criticam volta de bagagem gratuita; Idec diz que decisão do Congresso é positiva para o consumidor
Proposta que prevê gratuidade para bagagem de até 23 kg em voos domésticos ainda depende de sanção do presidente da República, Jair Bolsonaro.
INTERIOR
Nova Estação de Tratamento de Esgoto em Dourados deve entrar em pré-operação em junho
AMIZADE FORTE
Para celebrar 30 anos de amizade, idosas fazem tatuagem de ‘copo de cerveja’
FAMOSOS!
Padre Fábio de Melo sofre mal súbito, é levado às pressas para hospital e momento é exposto em vídeo
EXPLORAÇÃO INFANTIL
Crianças em desfile para serem adotadas: o que pode acontecer com elas?
PM tentou atrapalhar investigações sobre o assassinato de Marielle, aponta relatório da PF
INTERIOR
Caçamba que saiu de São Paulo e seguia para Vicentina pega fogo na MS-395 e chamas se espalham pela vegetação
INTERIOR
Casal é investigado por golpes contra idosos que somam mais de R$ 500 mil em Itaquiraí
SAÚDE
Em apenas cinco meses de 2019, dengue já matou em MS quatro vezes mais do que em todo 2018