Menu
Busca Ter, 14 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Polícia

DOF divulgou que prendeu um jovem que dirigia a carreta com milho e 20 mil quilos de maconha

14 junho 2020 - 08h01Por Pedro S. Santos

O DOF (Departamento de Operações de Fronteira) apreendeu neste sábado (13) 20,1 toneladas de maconha na MS-295, na região de Iguatemi, distantes 466 km de Campo Grande.

A droga estava embaixo de carga de milho. Os policiais desconfiaram com o nervosismo do motorista, de 26 anos, preso por tráfico de drogas. Ele contou que levaria a droga para Curitiba.

Devido à quantidade, a carga precisou ficar na carreta no pátio da Polícia Federal de Naviraí, a 366 km de Campo Grande. 

 

O suspeito, de 26 anos, é natural de Barra do Bugres (MT) e confessou que levaria a droga até Curitiba, no Paraná. Ele foi preso em flagrante e irá responder por tráfico de drogas. Tanto o homem quanto a carga foram levados até a Delegacia de Polícia Federal de Naviraí, onde a ocorrência seguirá em andamento.

O caso é parecido com a maior apreensão de drogas da história do estado de Mato Grosso do Sul, há menos de um mês, quando 28 toneladas foram apreendidas . Nas duas ocasiões, a droga foi apreendida em cargas de milho, na mesma rodovia, a MS-295, e próximo da mesma cidade, Iguatemi.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Causa repugnância a irresponsável conversinha desse prefeito sobre medicamento reprovados pela medicina.
Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras