Menu
Busca Sáb, 11 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Interior

Dourados: foi preso indígena que estuprou a mãe e espancou a irmã

24 abril 2020 - 09h27

Os crimes ocorreram na aldeia Bororó, onde Emiliano e as vítimas moram. Ele foi preso por homens da Força Nacional de Segurança Pública, que ajudam na segurança interna na reserva indígena de Dourados, onde moram pelo menos 15 mil pessoas.

Segundo a denúncia da família, Emiliano agrediu a mãe de 59 anos e a estuprou. A irmã saiu em defesa da mãe e também teria sido espancada.

Levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para ser atuado em flagrante, Emiliano confessou as agressões, mas negou ter estuprado a mãe. Ele disse que bateu na mãe e na irmã porque estava bêbado.

A reserva de Dourados, formada pelas aldeias Bororó e Jaguapiru, enfrenta escalada da violência, influenciada principalmente pelo consumo de drogas e álcool. Ontem à tarde, foi encontrado o corpo de Nelson Velasques da Silva, 31, morador na Bororó. Ele estava desaparecido há 12 dias e foi morto a golpes de pedra e faca.

Fonte: AS

Com informações Campo Grande news

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Casos e mortes por coronavírus no Brasil em 10 de julho, segundo consórcio de veículos de imprensa (atualização das 8h)
Campo Grande
Trad remaneja 70 milhões de reais com conivência dos vereadores
Saúde
ESPECIAL-Bolsonaro aposta em "cura milagrosa" para salvar o Brasil, e própria vida, da Covid-19
Política
Maia diz que é grave Bolsonaro tratar de hidroxicloroquina e que políticos não devem recomendar remédios
Política
Ministro pede investigação da PF com base na Lei de Segurança Naciona
Polícia
Força tarefa da federal cumpre ordens judiciais contra executivos das lojas Ricardo
Brasíl
Bolsonaro veta obrigação do governo em oferecer água, produtos de higiene e leitos a indígenas
Saúde
Brasil tem 1,66 milhão de casos confirmados do novo coronavírus
Saúde
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Políciais Federais
Justiça nomeia peritos para conferir serviços de hospitais de campanha