Menu
Busca Qua, 21 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
Corumbá e região

Fenômeno climático raro deixa morro do Pantanal de MS parecido com neve; meteorologista explica

17 maio 2018 - 12h48Por Redação Notícias VIP
É bonito de ser ver, a nuvem vai escorregando, descendo e condensando. Não é algo comum de acontecer por aqui, mas, muita umidade evaporando do rio em Corumbá". A explicação é do meteorologista Natálio Abraão, sobre o fenômeno raro que ocorreu na Serra do Amolar e deixou muitos moradores da região curiosos.

"Isto acontece quando tem muito fluxo de umidade e a gente tem duas condições: durante o dia o chão esquenta e o inverso ocorre à noite. No caso de Corumbá, é algo mais díficil de ocorrer, porém é quando ocorrem vários dias de temperatura alta e aí, com o transporte de ar úmido e frio, que é mais pesado, a temperatura fica mais baixa e o ar mais frio, atingindo a parte mais alta. O nome deste fenômeno é nevoeiro cabático", explicou ao G1 o meteorologista.

No caso das regiões litorâneas, o fenômeno é muito mais comum, como por exemplo no Corcovado, que é um dos morros do Rio de Janeiro e famoso pela estátua do Cristo. O guia turístico disse que quem passa pelo local tem a impressão de estar vendo neve ou nuvem de gelo.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Recusa de Bolsonaro à vacina chinesa repercute no mundo
Política
Kassio Nunes afirma em sabatina que podem ser feitas correções na Lava Jato
Brasil
Operação Índia cumpre mandados no DF e em cinco estados
Saúde
Morre brasileiro voluntário para vacina de Oxford
Pastor hipócrita
Pastor é preso por abuso dentro de ônibus e diz que 'caiu em tentação'
Brasil
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, está com covid-19
Operação Arla 32
PRF participa de operação de combate a adulteração de combustíveis e Arla 32
Saúde
Não há intenção de compra de vacina chinesa, diz secretário
Política
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac
Brasilia
Nunes fala de independência de Poderes e ativismo judicial, no Senado