Menu
Busca Sáb, 25 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Cassilândia

Guarda mata mulher e se suicida atirando-se contra carreta.

15 novembro 2020 - 11h29Por Plantão de policia

Rubia Aparecida Borges, 45 anos, foi assassinada a tiros pelo ex-marido que trabalhava como segurança Max Alessandro de Oliveira Pereira, 39 anos. Após cometer o crime, na noite deste sábado (14), em Cassilândia, o homem morreu em acidente envolvendo a moto que conduzia e uma carreta. A suspeita é que ele tenha cometido suicídio. 

Conforme as informações, o casal estava separado há algum tempo e ela tinha medida protetiva contra ele. Ontem, Max teria chegado à casa onde a vítima estava, atirando. Rubia chegou a ser socorrida e levada para hospital, mas não resistiu.

Enquanto faziam o atendimento sobre a ocorrência de assassinato, policiais receberam informação de um acidente e no local constataram que a vítima fatal era Max. O corpo estava debaixo de uma carreta a qual suspeita-se que ele tenha se atirado na frente com a moto que conduzia. 

O motorista, 52 anos, contou que foi o motociclista quem invadiu a pista contrária

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS
Geral
Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G
Inclusão
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
Campo Grande
Preso em ação contra corrupção em MS era o 'braço direito' do ex-prefeito e 'quem assinava os cheques', diz polícia
Operação Policial
Polícia Federal faz operação para combater fraude no INSS do Amazonas
Campo Grande
Ameaça de delação de Gilmar Olarte causa 'espanto', afirma procurador-chefe do MP