Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Maior projeto de pontes da história de MS muda realidade em 48 municípios

31 janeiro 2021 - 15h03Por AB/EBC/PMS

A construção de pontes de concreto em mais da metade dos municípios sul-mato-grossenses (60%) está entre os principais legados da área de infraestrutura que a gestão do governador Reinaldo Azambuja deixará para o Estado. 

Em períodos chuvosos como o atual janeiro, em que o nível dos rios ultrapassa a cota de emergência em regiões mais baixas, a qualidade das obras de mobilidade urbana faz toda diferença na vida da população.

Em janeiro de 2016, por exemplo, a ponte sobre o rio Santo Antônio, em Guia Lopes da Laguna, não suportou a força do acumulado de chuvas e desabou, isolando regiões de produção agropecuária, dificultando o escoamento da produção e obrigando estudantes da área rural a fazerem um desvio de mais de 20 quilômetros.

Após um ano aguardando investigações e perícias, o Governo do Estado decidiu colocar em prática o projeto da nova ponte ao lado da antiga. A estrutura de 80 metros de comprimento, 12 de largura, com passarela para pedestres foi entregue em abril de 2018, oferecendo alívio para a população.

“Na época foi bem difícil, pois temos dois assentamentos do outro lado e muitas fazendas. Essa obra trouxe grandes benefícios para a região, melhorou o tráfego e permitiu o escoamento da produção”, destaca o prefeito Jair Scapini.

O presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Assentamento Retirada da Laguna, Alvicio Graeff, onde residem cerca de 89 famílias, reconhece a importância da obra que demonstra a preocupação da atual gestão em cuidar das pessoas.

“Esse período de chuva faz a gente lembrar da situação que passamos. Tinha que fazer uma volta de mais de 20 quilômetros para ir até a cidade e levar a produção. Mas isso ficou no passado”, conta.

Além de Guia Lopes da Laguna, os municípios com obras entregues ou em execução são: Paranhos, Nioaque, Jardim, Rio Verde de Mato Grosso, Bela Vista, Dourados, Costa Rica, Aral Moreira, Anastácio, Rio Brilhante, Tacuru, Amambai, Caarapó, Maracaju, Japorã, Iguatemi, Novo Horizonte do Sul, Tacuru, Porto Murtinho, Amambai, Deodápolis, Sete Quedas, Coronel Sapucaia, Jateí, Juti, Naviraí, Dois Irmãos Do Buriti, Eldorado, Ivinhema, Camapuã, Cassilândia, Coxim, Paranaíba, Ponta Porã, Aquidauana, Bandeirantes, Gloria De Dourados, Rio Negro, Corumbá, Agua Clara, Bodoquena, Paraíso Das Aguas, Batayporã, Pedro Gomes, Corguinho, Campo Grande, e Laguna Carapã. 

A previsão é de que até 2022 o Governo do Estado entregue 163 pontes de concreto. No primeiro mandato, de 2015 a 2018 foram entregues cerca de 100 estruturas e outras 63 estão em fase de projeto e de execução de obra.

A substituição de pontes de madeira por estruturas de concreto feitas em material que ofereça maior durabilidade, que requerem menos manutenção e que oferecem maior segurança aos usuários, faz parte dos programas “Mais Pontes” e “Governo Presente”.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro (Ponte sobre o Rio Santo Antônio)

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana