Menu
Busca Sáb, 06 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
DOURADOS

Movimento prepara “carta de cassação” contra vereadores investigados por corrupção

19 janeiro 2019 - 16h45

Na busca de pressionar medidas do Legislativo que gerem a cassação dos vereadores envolvidos em investigações de corrupção em Dourados, um movimento busca mobilizar a sociedade organizada e a população para assinatura de uma carta que será entregue à presidência da Câmara Municipal. A “carta cassação” como foi denominada pelo Movimento Dourados Contra a Corrupção será entregue no dia 04 de fevereiro, no retorno dos trabalhos da Casa de Leis.

Já a carta, conforme os organizadores, visa colher o maior número possível de assinaturas e terá “ponto de encontro” para assinatura nos próximos dias.

De acordo com Racib Harb, o objetivo é a mobilização para que os vereadores Idenor Machado (PSDB), Cirilo Ramão (MDB), Pedro Pepa (DEM), envolvidos na Operação Cifra Negra, e a vereadora Denize Portolan (PR), presa na Operação Pregão tenham seus mandatos suspendidos por força extrajudicial.

“Essa medida pode acontecer com base no regimento interno da Câmara Municipal de Dourados e da Lei Orgânica do Município. Esperamos que ocorra a cassação e a motivação é a notável quebra de decoro”, diz o organizador do movimento. 

Outro ponto buscado pelo movimento é a cassação da suplência de Dirceu Longhi (PT), envolvido também na Cifra Negra.

Racib enumera algumas instituições que já teriam sinalizado apoio à carta, sendo estas: 4ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Associação dos Novos Advogados (Ana), Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL),Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista (Sindicom), Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação (Simted), Sindicato dos Bancários Sindicato Rural de Dourados, Associação do Comércio de Materiais de Construção, Associação Sul-mato-grossense de Defesa dos Direitos das Políticas Públicas, Lojas Maçônicas, União Douradense Associação dos Moradores (Udam), Organização Douradense Associações Comunitárias (Odac), Guarda Mirim e Associação Médica da Grande Dourados.

Racib diz que o movimento é “apartidário” e busca uma Câmara mais limpa. 

“Estamos fazendo algo para ir contra essa corrupção em Dourados. Precisamos de mais qualidade, de pessoas que nos representem eticamente e dignamente”, apontou. 

Uma reunião será marcada, provavelmente no dia 04 pela manhã, para que representantes destas instituições assinem o pedido. 

O representante explica que após a etapa da coleta de assinaturas de entidades e da carta entregue à diretoria da Câmara, no dia 04, será estabelecida posteriormente uma data para coleta de assinaturas da população em geral, na Praça Antônio João, dentro do mesmo direcionamento. 

Quem quiser manifestar apoio as ações pode obter mais informações em contato com o Movimento. 

 

 

 

 

 

 

 

fonte:douradonews

Deixe seu Comentário

Leia Também

Vacinação
Politicagem e desordem
Economia
Empresas do setor de turismo do MS já podem acessar as linhas de crédito do Fungetur
Campo Grande
Alerta em Campo Grande
Covid 19 em MS
Governo de MS culpa prefeitos por avanço do coronavírus e diz que decisão de lockdown cabe a municípios
Ao contrário de outros Estados, MS decretou apenas toque de recolher às 23h
Campo Grande
Moradores se revoltam contra Trad por sujeira e mato nos bairros da capital
Gestão Pública
Governo inicia mais uma etapa para tornar gestão mais eficiente e qualificar serviços
Esporte
Bolsa Atleta e Bolsa Técnico seguem com inscrições abertas até 12 de março
Digital
Detran Digital: Em um ano, número de CNHs emitidas pelo Portal Meu Detran cresce 45%
Evangélicos
Baixaria na igreja
Saúde Pública
Segundo mais frequente no Brasil, câncer colorretal tem prevenção e chances de cura com diagnóstico precoce