Menu
Busca Ter, 14 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Polícia

PRF apreende drogas e veículos, mas traficante foge

17 junho 2020 - 05h55Por Plantão de policia

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na manhã desta terça-feira (16) 232 kg de maconha, 10 kg de skunk e recuperou um veículo em Ponta Porã.

A equipe realizava fiscalização no km 68 da BR-463, em frente a Unidade Operacional Capey, quando avistou um Chevrolet/Onix, placas aparentes de Araraquara (SP), realizando o retorno na rodovia antes de chegar ao posto policial.

Os policiais rodoviários federais se deslocaram até o veículo na tentativa de realizar a abordagem. O condutor desobedeceu as ordens de parada, jogando o automóvel sobre a viatura e outros veículos da via e empreendeu fuga a pé pela mata. Buscas foram realizadas no local, porém o suspeito não foi encontrado.

 

No carro, foram localizados e apreendidos 232 kg (duzentos e trinta e dois quilos) de maconha e 10 kg (dez quilos) de skunk. Após identificação veicular, também foram verificados sinais de adulteração. O Onix possuía placas falsas, sendo as originais de Curitiba (PR), com registro de roubo/furto. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil em Ponta Porã.

Ponta Pora news

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Causa repugnância a irresponsável conversinha desse prefeito sobre medicamento reprovados pela medicina.
Brasíl
Justiça determina quebra de sigilo bancário da Backer
Política
Governo vai enviar PL com penas mais rígidas para violência sexual
Saúde
Covid-19: Brasil chega a 72,8 mil óbitos e 1,88 milhão de casos
Brasília
Defesa aciona PGR contra Gilmar Mendes por ministro ter associado Exército a genocídio
Saúde
Crise do coronavírus pode ficar "pior e pior e pior", alerta OMS Reuters Staff
Brasíl e Mundo
Estudante de veterinária levou uma picada da terrível naja tinha outras cobras exóticas
Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras