Menu
Busca Sex, 30 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
INTERIOR

Trabalhador rural é preso após forjar suicídio e matar mulher estrangulada: 'Disse que ela não cuidava bem dele'

Testemunhas disseram que suspeito tinha outra companheira, que descobriu a traição e o abandonou, quando ele passou a morar com a vítima. Ele responde por feminicídio em MS.

22 fevereiro 2019 - 09h35

Um trabalhador rural, de 55 anos, foi preso após forjar uma cena de suicídio e matar, estrangulada, a companheira em Iguatemi, a 472 km de Campo Grande. Ao G1 o delegado Felipe Rossato, responsável pelas investigações, disse que o suspeitou apresentou inúmeras contradições, porém acabou confessando que tinha um relacionamento amoroso com a vítima.

"O suspeito era casado e começou a ter uma relacionamento com a vítima. A ex-mulher descobriu e foi embora de casa, quando a atual companheira passou a morar com ele, desde o mês de janeiro deste ano. Conforme as testemunhas, ela bebia bastante e o homem já havia feito ameaças, dizendo que ela não cuidava bem dele, não correspondia as expectativas dele", afirmou o delegado.

Ainda conforme Rosseto, o homem muda a versão para o crime constantemente. "Ele foi interrogado e fala coisas diferentes o tempo todo, mesmo com todas as provas que a gente consegue levantar. A vítima foi encontrada em uma cerca, perto de um lote que ele estava trabalhando atualmente", explicou.

A primeira pessoa que a encontrou, conforme a polícia, a viu ajoelhada e com uma corda passada no pescoço, além de arames. "A investigação constatou que era uma cena montada e que não se tratava de suicídio. As evidências são de que ela foi estrangulada. O homem permanece preso e já foi feito o pedido da conversão do flagrante para prisão preventiva. As investigações também continuam, para entendermos o real motivo do crime", comentou Rossato.

O trabalhador foi indiciado pelo crime de feminicídio, cuja pena de reclusão varia de 12 a 30 anos.

Local onde a vítima de feminicídio foi encontrada em MS, segundo a polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Local onde a vítima de feminicídio foi encontrada em MS, segundo a polícia — Foto: Polícia Civil/Divulgação

 

fonte:G1MS

violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana