Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
INTERIOR

Trabalhadores do lixão de Corumbá reclamam da falta de estrutura

De acordo com os catadores, não há equipamentos de trabalho e nem banheiros.

22 janeiro 2019 - 06h30

Catadores que trabalham no lixão de Corumbá, a 415 km de Campo Grande, reclamam do abandono e das más condições de trabalho. Atualmente, pelo menos 70 pessoas trabalham no local. Elas dizem que improvisam áreas de descanço com lonas para se protegerem do sol.

Israel Xavier, que trabalha no lixão, conta que o grupo reivindica o mínimo de condição para trabalhar.

As 100 toneladas de resíduos que chegam diariamente ao lixão, contrastam com a paisagem verde do Pantanal. O descarte feito no local, não deveria mais ocorrer, pois a Política Nacional de Resíduos Sólidos, previa o fim dos lixões até 2014, em todo o país.

Um levantamento do Ministério Público Estadual (MPE), aponta que mais de 55% das cidades de Mato Grosso do Sul possuem aterro sanitário, e 35 municipios ainda mandam os resíduos para lixões a céu aberto. Na região pantaneira, existe um plano de consórcio entre as prefeituras de Corumbá e Ladário, para que seja feito um aterro sanitário. Porém, não há previsão que a obra fique pronta este ano.

Com informações do G1MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Mês de março tem Dia da Mulher, início do outono e Dia da Água
Brasíl
Sem acordo, Lira cria comissão especial para discutir PEC da imunidade
Leão
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje
Campo Grande
A sujeira virou tradição em Campo Grande
Oportunidade
Evento on-line da Sedhast para os 79 municípios de MS começa nesta segunda-feira
Campo Grande
Prefeitura gasta muito recurso público, mas não consegue resolver problemas de semaforizacão, causando riscos e prejuízo à população.
Geral
Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas
Tempo
Março terá acumulados de chuva e calor acima da média em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado