Menu
Busca Qua, 18 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Interior

Venezuelano é preso após tentar beijar médica e dar tapa nas nádegas dela dentro de posto de saúde em MS

De acordo com Guarda Municipal, suspeito ainda puxou cabelo da profissional. Ele foi preso e encaminhado para a Delegacia da Mulher, em Dourados.

10 setembro 2019 - 16h30Por G1

Um venezuelano de 26 anos foi preso em flagrante após abusar de uma médica durante uma consulta dentro de um posto de saúde, em Dourados, a 229 km de Campo Grande. De acordo com a Guarda Municipal, o suspeito tentou beijar a profissional, além de dar um tapa no bumbum dela.

Conforme a ocorrência, o homem ainda tentou puxar o cabelo dela e no fim das agressões, jogou uma trouxinha de maconha em cima da mesa da profissional.

A guarda municipal foi acionada por funcionários da unidade de saúde. Ele foi detido e levado para a Delegacia da Mulher. O homem está sendo ouvido neste momento. Até a publicação desta reportagem , o G1 não conseguiu contato com a defesa do suspeito.

Suspeito jogou trouxinha de maconha em cima da mesa de médica, em Dourados. — Foto: Adilson Domingos
Suspeito jogou trouxinha de maconha em cima da mesa de médica, em Dourados. — Foto: Adilson Domingos

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde mental: Psicopata
De assaltante frustrado a autor de furto, Rafael agora é apontado como assassino frio e cruel
Política
Progressistas do MS tem mudanças bruscas no MS
Política
Eduardo Bolsonaro diz que vai processar Facebook e Instagram
Paralisação
Funcionários dos Correios suspendem paralisação em todo o país
Leilão em MS
Leilão tem desde iPhone, brinquedos até videogames
Humildade é tudo!
Garoto comemora aniversário de 4 anos com garis em Rondonópolis (MT)
Justiça
TSE determina: “Candidaturas laranjas” devem levar à cassação de toda a chapa
Campo Grande
Sujeira e buracos novos aparecendo no mesmo lugar
Sorte ou azar!?
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 120 milhões nesta quarta
Onde vai para este mundo!
Casal é preso suspeito de espancar até morte bebê de 1 ano e 7 meses em MS