Menu
Busca Dom, 28 de fevereiro de 2021
(67) 9.9928-2002
Notícias

Família de adolescente que foi quase degolado vem à Capital prestar depoimento

O aparelho celular da vítima foi usado depois do assassinato para avisar família da vítima

10 janeiro 2019 - 20h00

A família de Tiago da Silva de Jesus, 17 anos, que foi encontrado morto nesta terça-feira (8), deve vir para Campo Grande prestar depoimento. Os parentes da vítima, que foi quase degolada, moram no Estado do Mato Grosso, conforme o delegado Gustavo Bueno Vieira, da 5ª Delegacia de Polícia Civil da Capital.

Bueno conversou com a equipe de reportagem do TopMídiaNews e disse que as investigações estão a todo vapor. Depoimentos já estão sendo colhidos e imagens do circuito de segurança também devem ajudar no trabalho da polícia.

A assessoria de imprensa da PC informou que logo depois de o corpo do rapaz ter sido achado, os supostos criminosos, pelo celular da vítima, fizeram contatos via Facebook, com uma irmã de Tiago.

Os ainda desconhecidos da polícia, escreveram que Tiago tinha sido assassinado e, se quisesse saber se isso era verdade, que a irmã fizesse uma ligação por telefone ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), para onde o corpo tinha sido levado.

A irmã da vítima seguiu a orientação e ligou para o Imol, onde confirmou a informação. Os supostos matadores também mandaram, pelo Facebook, cópia de uma reportagem que narrou o crime.

“A questão dos assassinos mandarem mensagem para a irmã da vítima e de fazer publicações na rede social do adolescente é algo que não acontece e é muito estranho, mas ajudou a identificar o menor. No dia do crime, também ficamos sabendo que teve uma grande movimentação no local e estamos trabalhando para saber se o corpo do rapaz foi desovado no lugar’’, disse o delegado.

O ASSASSINATO

Na terça-feira de manhã, o corpo de Tiago foi achado caído no chão, ao lado de um carro velho, num trecho da Rua 11 horas, no Jardim das Hortências.

Os assassinos usaram uma corda para matar o rapaz, que quase foi degolado, segundo o delegado que cuidou da ocorrência, Danilo Mansour. Depois de morto, os bandidos puseram um cobertor em cima do corpo.

 

 

 

informações: TopMídiaNews

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corumbá
Militares desrespeitam ordem e fazem festa no centro da capital do Pantanal
Campo Grande
Autódromo de Campo Grande tem evento com aglomeracão de pessoas
Pandemia de Covid 19
Brasil tem recorde de mortes por covid-19 pelo terceiro dia seguido
Covid 19 em MS
Capacidade de leitos hospitalares segue em situação crítica e número de casos continua aumentando
STF
STF concede domiciliar a empresário preso em operação contra Crivella
Turismo
Fornatur e ABEAR se reúnem para alinhar informações sobre acordos com empresas aéreas durante pandemia
Oportunidade
Vídeo sobre planejamento financeiro está disponível no canal da PGE/MS
Esporte
Estado faz repasses a clubes para a disputa do Estadual de Futebol 2021
Tempo e temperatura
Previsão do Tempo: Céu claro e altas temperaturas estão previstas para o fim de semana
Oportunidade
Seleção de profissionais para credenciamento na Escolagov segue até dia 31 de março