Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
CAPITAL

Flagrante descobre lixão clandestino próximo ao Macro Anel Rodoviario!

16 janeiro 2019 - 15h35

Um acontecimento despertou a atenção de um morador da região do Macro Anel, nessa tarde de quarta-feira (16/01). Segundo este, avistou uma cortina de fumaça estranha circulando na região e um forte cheiro de queimada vindo das matas que predominam aquele lugar. Onde, provavelmente maioria das pessoas jogam restos de lixos.

Segundo informações da denúncia ao Notícias Vip, existe um terreno usado como lixão de forma clandestina naquele lugar. Logo, existe lixo de todos os tipos: orgânico, entulhos e residencial.

E para mais fatos, além do uso como forma de ‘lixão’ também ateiam fogo nesse local, prejudicando ainda mais o ambiente, como agora nesse caso.

Veja o vídeo da denúncia:

 

Foram descobertas pessoas que trabalham com limpeza urbana e  jogam o lixo no local, assim como também, moradores da Cidade. Isso não é poermitido por lei! Isso é crime ambiental!

Resto de lixos - Foto: reprodução whattsap

Mais entulhos de lixo - Foto: reprodução Whatsap

Roupas e trapos velhos - Foto: reprodução whatsap

Cortina de fumaça - Foto: reprodução whatsap

Segue lei que defende o meio ambiente, a Lei Complementar nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 da “Poluição e outros Crimes Ambientais”. 

Portanto, encaixando-se nessa lei prevista que fere o meio ambiente ou o espaço público, poderá resultar na prisão imediata, caso descoberto o autor de tal crime, como no caso da denúncia do vídeo em questão.

 

 

Informações Itamar Buzzatta.

Pela redação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Mês de março tem Dia da Mulher, início do outono e Dia da Água
Brasíl
Sem acordo, Lira cria comissão especial para discutir PEC da imunidade
Leão
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje
Campo Grande
A sujeira virou tradição em Campo Grande
Oportunidade
Evento on-line da Sedhast para os 79 municípios de MS começa nesta segunda-feira
Campo Grande
Prefeitura gasta muito recurso público, mas não consegue resolver problemas de semaforizacão, causando riscos e prejuízo à população.
Geral
Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas
Tempo
Março terá acumulados de chuva e calor acima da média em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado