Menu
Busca Ter, 03 de agosto de 2021
(67) 9.9928-2002
MUITO CALOR

Calor de janeiro de 2019 é histórico em Curitiba

A capital do Paraná está tendo o mês mais quente desde 1961. A tarde de 29/1/2019 foi a mais quente para um dia de janeiro em 58 anos.

30 janeiro 2019 - 14h11

A tarde de 29 de janeiro foi a mais quente de 2019 até agora em Curitiba, com temperatura máxima de 34,4°C, medida pelo Instituto Nacional de Meteorologia. A máxima das 16 horas foi de 33,1°C  O recorde anterior de maior temperatura em 2019 era de 32,0°C no dia 11 de janeiro.

Para um dia de janeiro, a máxima de 34,4°C registrada nesta terça-feira, 29, foi a mais elevada em 58 anos, desde 1961. Foi ainda a sétima maior temperatura já registrada pelo INMET na capital do Paraná no período de 1961 a 2019. Também foi a maior temperatura em Curitiba desde 17/10/2014, quando a máxima atingiu a marca de 34,7°C.

Confira as 10 maiores temperaturas em Curitiba no período de 1961 a 2019 (INMET)

DATA

T MÁXIMA

17/11/1985

35,2

17/02/1975

34,8

17/10/2014

34,7

08/02/2014

34,6

06/02/2014

34,5

07/02/2014

34,5

29/012019

34,4

16/01/2006

34,3

30/10/2012

34,2

14/02/1975

34,1

20/01/1976

34,1

09/02/2014

34,1

13/10/2014

34,1

27/01/1971

34,0

15/02/1975

34,0

22/11/1986

34,0

31/01/2014

34,0

02/02/2014

34,0

Janeiro com calor histórico

Janeiro de 2019 pode terminar com um recorde histórico de calor em Curitiba: o janeiro e o mês mais quente já registrado na capital do Paraná em 58 anos de medições, desde 1961, tanto em relação à média das temperaturas mínimas e como das máximas.

No período de 1961 a 2018, a maior média de temperatura máxima foi de 29,7°C em fevereiro de 2003, e a maior média de temperatura mínima foi de 19,4°C nos meses de fevereiro dos anos de 2016 e 2010.

Considerado as medições feitas pelo INMET na estação meteorológica convencional de Curitiba, a média das temperaturas máximas registradas de 1 a 29 de janeiro foi de 30,0°C e está 3,4°C acima do valor de referência para janeiro que é de 26,6°C (média do período de 1981 a 2010).

Em relação a 2018, as tardes de janeiro de 2019 estão 6°C mais quentes, em média. A média das temperaturas máximas de janeiro de 2018 foi de 24,1°C.

média das temperaturas mínimas de 1 a 29 de janeiro foi de 20,0°C e está 2,8°C acima do valor de referência para a temperatura mínima de janeiro que é de 17,2°C.

 

Meses mais quentes

Até janeiro de 2019, a maior média de temperatura máxima registrada em Curitiba, no período de 1961 a 2018, foi de 29,7°C em fevereiro de 2003. Dos 28 dias deste mês, 14 foram com temperatura máxima abaixo dos 30°C.

Em 29 dias de janeiro de 2019, a temperatura máxima em Curitiba ficou abaixo dos 30°C 11 vezes e a médias das máximas foi de 30,0°C. Mesmo se considerarmos o período de 1 a 28 de janeiro de 2019, a média das máximas ficaria em 29,9°C e já seria maior do que a fevereiro de 2013

Confira as 5 maiores médias de temperatura máxima e as 5 maiores médias de temperatura mínima em Curitiba, para o período de 1961 a 2018, de acordo com a medição do INMET

Maiores médias de máxima

DATA

T MAX MÉDIA (°C)

28/02/2003

29,7

31/03/2007

29,6

28/02/1974

29,4

31/03/2002

29,3

31/01/2014

29,2

28/02/2017

29,2

31/01/1988

29,2

Maiores médias de mínima

DATA

T MIN MÉDIA (°C)

29/02/2016

19,4

28/02/2010

19,4

31/01/2015

19,0

28/02/2003

18,9

28/02/2017

18,8

31/12/2012

18,8

31/01/2017

18,7

31/01/2011

18,7

31/12/2015

18,7

31/01/2010

18,7

28/02/2014

18,7

28/02/2011

18,7

Verão de 2014

O verão de 2014 reservou um dos períodos mais prolongados de calor intenso em Curitiba. O INMET registrou 16 dias quase que consecutivos com temperaturas máximas maiores ou iguais s 33°C entre os dias 28 de janeiro e 12 de fevereiro de 2014. Neste período, a temperatura ficou baixou de 33°C apenas em 2 dias.

 

 
 
Foto: Climatempo

Calor extremo em Curitiba no verão de 2014

 
 
terra
 
vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana