Menu
Busca Qua, 18 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Crime ambiental

Homem é multado em R$ 323 mil por incendiar e desmatar área de reserva em fazenda de MS

No toral, 126,6 hectares foram atingidas na fazenda em Aral Moreira. Um tatu foi encontrado em meio as cinzas.

10 setembro 2019 - 16h00Por G1

Um homem de 65 anos foi autuado em R$ 323 mil por provocar incêndio e desmatar área de reserva legal em Aral Moreira, 373 quilômetros de Campo Grande. Em meio as cinzas, foi encontrado um tatu, morto pelas chamas.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), o fogo destruiu 87,7 hectares da fazenda e 34,11 hectares da reserva protegida.

Segundo a PMA, As áreas danificadas atingiram quatro fazendas vizinhas. Na propriedade onde iniciou o fogo, foi constatado também um desmatamento de 4,85 hectares. Todas as áreas atingidas somam 126,6 hectares, medidos em GPS pelos policiais.

O proprietário foi autuado administrativamente e multado em R$ 24.500,00 pelo desmatamento em área de reserva legal, R$ 170.550,00 pelo incêndio na área protegida, R$ 87.700,00 pelo incêndio em área agropastoril e R$ 40.500,00 pelos danos em área de preservação permanente.

Ele também responderá por crime ambiental e, se condenado, poderá pegar pena de dois a quatro anos de reclusão.

Todas as áreas danificadas somam 126,6 hectares — Foto: PMA/Divulgação
Todas as áreas danificadas somam 126,6 hectares — Foto: PMA/Divulgação

Com informações, G1.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Eduardo Bolsonaro diz que vai processar Facebook e Instagram
Paralisação
Funcionários dos Correios suspendem paralisação em todo o país
Leilão em MS
Leilão tem desde iPhone, brinquedos até videogames
Humildade é tudo!
Garoto comemora aniversário de 4 anos com garis em Rondonópolis (MT)
Justiça
TSE determina: “Candidaturas laranjas” devem levar à cassação de toda a chapa
Campo Grande
Sujeira e buracos novos aparecendo no mesmo lugar
Sorte ou azar!?
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 120 milhões nesta quarta
Onde vai para este mundo!
Casal é preso suspeito de espancar até morte bebê de 1 ano e 7 meses em MS
Prova de fogo!
Bombeiros do DF devem chegar na quinta para reforçar combate aos incêndios em Mato Grosso do Sul
Aliado de Bolsonaro
Netanyahu volta a atacar árabes em discurso após eleições em Israel