Menu
Busca Ter, 28 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Onça solta no Pantanal já se alimentou e até atravessou o Rio Paraguai a nado

26 janeiro 2021 - 15h00Por AB/ PMS

A onça Jou Jou, devolvida ao Pantanal na semana passada fez sua primeira alimentação na noite de sábado (23). Ela comeu uma capivara na região onde foi solta, na Serra do Amolar. E mais, o animal atravessou a nado o Rio Paraguai.

O médico veterinário do Centro de Reabilitação de Animais Silvestres, Lucas Cazati, que foi o responsável pelo tratamento do animal, disse que estas primeiras informações mostram que a onça está recuperada, “sadia” e reabilitada para seu habitat natural.

A onça, um macho de 87 quilos, devolvida à mata na última quinta-feira (21), é monitorada por uma coleira que a cada hora emite um sinal, capturado pelo satélite e retransmitido ao software de monitoramento, que é feito por GPS e sinal VHF.

O médico veterinário, Diego Viana, do Instituto Homem Pantaneiro, responsável por fazer este monitoramento, explicou que as informações colhidas do GPS vão mostrar o que o animal fez no dia anterior, e que o sinal (VHF) emite a sua localização e distância em tempo real. Ao todo serão 24 informações diárias.

 

Katiuscia Fernandes - SubcomPortal MS

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Congresso garante federações partidárias e suspensão de prova de vida
Brasília
Deputados derrubam vetos à lei que suspende os despejos na pandemia
Covid 19
Covid-19: Brasil registra 210 óbitos e 14,4 mil infecções em 24h
MS
Política de incentivos fiscais do governo ajuda a gerar empregos e atrair novos investimentos em 2021
Campo Grande
Bairros da capital em meio ao mato e lixo, denunciam moradores.
E.U.A
Biden dá exemplo para o mundo, tomando vacina
Políticos
"Bolsonaro está perto de filiar-se ao PP", afirmou o presidente da sigla Ciro Nogueira.
Indígena
STF minimiza choradeira evangélica por veto a missões em terras indígenas
Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos
Esporte
Festa do Corinthians no pódio após a conquista do Brasileiro Feminino