Menu
Busca Sb, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Casos de família

Filha de milionário morto recorre por herança e pode beneficiar Viúva da Mega-Sena

12 setembro 2019 - 09h30Por R7

A disputa pela herança do milionário Renê Senna, assassinado em 2007 depois de ganhar R$ 52 milhões na Mega-Sena, terá um novo capítulo. Um ano depois de a Justiça anular o testamento que beneficiava a ex-cabeleireira Adriana Ferreira Almeida, viúva de Renê condenada em dezembro de 2016 a 20 anos de prisão pelo assassinato do marido, a filha do milionário recorreu da decisão. Renata Almeida Sena, de 32 anos, deseja a revalidação do testamento que beneficia a assassina de seu pai em detrimento do outro que dividia a herança entre ela e seus nove tios, irmãos do ex-lavrador.

No recurso, a defesa de Renata argumenta que Adriana não tinha intenção de matar o milionário quando o testamento foi assinado, três meses antes do crime e mais de um ano depois de Renê ganhar a bolada. Para a defesa, Adriana só matou o ex-lavrador porque achava que ele ia tirar o direito dela à herança. “A intenção de matar o testador nasceu em Adriana justamente por suspeitar ela que Renê, por ter descoberto uma traição sexual, pudesse vir a revogar o testamento que a beneficiaria. (...) Agora, quem pode afirmar que ao tempo da lavratura da Cártula Testamentária havia em Adriana animus necandi (intenção de matar) em desfavor de Renê?”, diz o texto. O recurso foi protocolado no último dia 24, e o processo corre em segredo de Justiça.

Renata Almeida Sena, filho do milionário, quer revalidação da herança que beneficiava assassina

Renata Almeida Sena, filho do milionário, quer revalidação da herança que beneficiava assassina Foto: Roberto Moreyra / fotos de Roberto Moreyra / 15.12.2016

Os dois testamentos feitos por Renê transferem 50% dos bens do milionário à filha. No entanto, se o documento elaborado poucos meses antes do crime voltar a ser considerado válido, há a possibilidade de Adriana ser decretada pela Justiça indigna de receber a bolada, por ter sido condenada pelo homicídio do ex-lavrador. Assim, 100% da herança, avaliada em R$ 120 milhões, vão integralmente para a filha. Entre os bens disputados, há o sítio em Rio Bonito onde o milionário morava quando foi assassinado, uma cobertura na Região dos Lagos e uma casa no Recreio dos Bandeirantes.

 

Irmãos de milionário estão doentes

Nove dos irmãos de Renê estão vivos e teriam direito a frações da herança, pela última decisão da Justiça. Todos têm mais de 65 anos; a maioria vive no interior do Rio. Alguns foram lavradores por toda a vida. Três deles estão com problemas sérios de saúde. Um deles, Márcio Senna, têm diabetes e, assim como Renê, precisou amputar um membro do corpo — o pé. Atualmente, ele está internado num hospital em Saquarema, na Região dos Lagos.

Já Adriana está presa pelo homicídio de Renê desde junho do ano passado.

 

Renê e Adriana

 

Veja a repórtagem da disputa pela herança:

 

Com informações, R7 e Extra.

DENUNCIE VIOLENCIA CONTRA A MULHER

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Reuters se junta ao Facebook no combate à desinformação na rede social
Geral
Quase mil passageiros desembarcam do navio afetado pelo coronavírus
Carnaval
Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
Geral
Julgamento de Assange começa na segunda-feira
Politica ou Politicagem ?
Solidariedade expulsa vereador que liderou motim da PM no Ceará
Ceará
Carnaval é cancelado no Ceará
Política
Guru do presidente está internado nos Estados Unidos
Fronteira
Operação Alba: 10 pessoas foram presas nesta madrugada em PJC
Polícia
ABRAJI informa que pistolagem usou a mesma arma para jornalista e outras pessoas
Ceará
Reforço de segurança nacional e exército chega ao Ceará