Menu
Busca Seg, 20 de janeiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Goiás

Juíza aceita denúncias contra médium João de Deus"

13 janeiro 2020 - 18h08Por Plantão de notícias

O Judiciário no último dia 26 de dezembro. O documento envolve duas vítimas e os estupros de vulneráveis foram cometidos entre janeiro de 2009 a janeiro de 2011.

João de Deus está preso desde 16 de dezembro de 2018 após diversas denúncias de crimes sexuais. De lá para cá, ele teve habeas corpus negados, uma fazenda invadida por integrantes do Movimento Sem Terra (MST) e Movimento Camponês Popular (MCP), abandono de advogados do caso e até mesmo duas condenações: uma de quatro anos, em regime aberto, no caso de posse ilegal de armas de fogo e a 19 anos de prisão por crimes sexuais – sendo a primeira por esse tipo de crime.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Aos 466 anos, cidade de São Paulo tem 11,8 milhões de habitantes
Geral
Começa hoje pagamento do Bolsa Família
Dourados
Filha espanca a mãe com socos e chutes
Rio Brilhante
Homem esfaqueia criança e leva 6 facadas da irmã
Interior
Corrupção permitiu fuga de integrantes de PCC
Campo Grande
Trad quer aumentar para R$4,10 tarifa de ônibus
Educação
Estudantes podem se increver no Sisu a partir desta terça-feira
Campo Grande
Trad se omite em fazer manutenção nas praças publicas
Campo Grande
Sujeira tradicional em Campo Grande
Evangélicos Bolsonaro
Pastor evangélico é um dos agressores de manifestantes que protestavam contra Damares em São Carlos (SP)