Menu
Busca Qui, 23 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
STF

Moraes determina buscas na Aprosoja e bloqueia contas

Antonio Galvan nega qualquer ligação com quem defende invasão do STF

06 setembro 2021 - 16h30Por O antagonista/Cláudio Dantas

A Polícia Federal cumpre neste momento mandado de busca e apreensão na sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), por suspeita de financiamento de atos violentos no 7 de Setembro contra o Supremo.

A medida foi determinada por Alexandre de Moraes, a pedido da PGR, e inclui o bloqueio das contas da entidade.

 

A decisão do ministro se baseia em parecer de Lindôra Araújo que aponta possível uso de recursos do Fundo Estadual de Transporte e Habitação e da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal nas manifestações.

Presidente da Aprosoja, o empresário Antonio Galvan é alvo do inquérito que apura a organização dos protestos. A entidade reúne 240 mil sojicultores. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Fogo
Combate aos incêndios no Pantanal mobiliza 510 homens e seis aeronaves: incidência de focos é menor em três anos críticos
Eleição 2022
Senado aprovou novo Código Eleitoral e vai à sanção presidencial.
Economia
Dólar fecha acima de R$ 5,30 após anúncio do Banco Central americano
CPI da Covid
CPI: diretor da Prevent Senior é acusado de mentir e passa à condição de investigado
Brasíl
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
Polícia Federal
A Operação Apate cumpre mandados em São José dos Campos
Brasilia
CPI da Covid-19; início da sessão com "rasgação de seda" entre senadores da oposição tentando reverter a impressão negativa da briga causada por senadora e ministro
Brasília
Briga na CPI: presidente da CPi fala que Bolsonaro causa vergonha, senador Marcos Rogério rebate dizendo que a CPI da Covid que faz vergonha a muito tempo.
Tempo e temperatura
Primavera começa com tempo claro e ensolarado em Mato Grosso do Sul
Brasília
CPI termina com sessão em briga, agressão verbal entre senadores e Ministro da CGU.