Menu
Busca Seg, 27 de janeiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Famosos

Polícia intima testemunhas para reconstituir morte de Anderson

Deputada não estava em casa para receber intimação e deve ser convocada na sexta, quando volta de Brasília; reprodução está prevista para o dia 21

10 setembro 2019 - 15h30Por R7

Policiais da DH-NSG (Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo) estiveram na casa da deputada Flordelis (PSD-RJ) para intimar ela e outras pessoas para participarem da reprodução simulada da morte do pastor Anderson do Carmo, prevista para o próximo dia 21. Segundo informações obtidas pela Record TV Rio, a parlamentar não estava em casa no momento e não recebeu a intimação.

Ainda de acordo com as informações, outras quatro pessoas foram intimadas na casa e três na igreja onde a família atua. Os agentes devem retornar à casa onde o crime ocorreu na sexta-feira (13), quando Flordelis retorna de Brasília, onde cumpre sua agenda parlamentar.

Os filhos que já foram denunciados, Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas dos Santos Souza, também devem ser intimados para a reconstituição. A polícia espera a participação de todos que estavam na casa no momento do crime.

As investigações da morte de Anderson apontaram um racha dentro da casa onde ele morava com a deputada e os 55 filhos. Os depoimentos obtidos pela Record TV Rio mostram a relação entre irmãos adotivos e biológicos e os pais.

Luan Santos, um dos filhos adotivos do casal, se desligou da igreja dias depois do crime. Em seguida foi a vez de Vagner Andrade Pimenta, o Misael, deixar o Ministério Flor de Lis, alegando que não tinha como continuar na igreja sem a presença do pai. Em seu depoimento, Misael chegou a apontar Flordelis como a mentora intelectual do crime.

A tensão entre os dois aumentou em junho, quando a deputada resolveu exonerar a esposa de Misael, Luana Rangel, que trabalhava como secretária parlamentar. Ela também atuava na igreja da família.

Na última semana a sede da igreja, em Itaboraí, foi alvo de furto e teve um teclado, uma televisão e um notebook que seria de Misael foram levados. O computador era usado para armazenar documentos sobre as finanças da igreja.

 

Veja a reportagem

Com informações, R7.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tributos
Dificuldade para aprovar reforma tributária
Economia
Redução do preço da energia solar tem sido vertiginosa, diz EPE
Brasil
Deportado do Paraguai, o líder de contrabando de cigarros
Economia
Pequenos negócios tem até o dia 31 para aderir ao Simples Nacional
Campo Grande
"Trad é uma decepção, como prefeito", disse moradora da capital
Esporte
Arbitras de futebol foram agredidas por jogadores
UFC
Curtis Blaydes aproveita falha e vence Junior Cigano por nocaute no segundo round no UFC Raleigh
Polícia
Deputado paraguaio acusa os irmãos Azevedo
Fronteira sem lei
Deputado por pouco se salvou, mas a casa e o carro ficaram crivados de bala
Internacional
Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança