Menu
Busca Qui, 20 de junho de 2019
(67) 9.9928-2002
JUSTIÇA

STF: maioria vota a favor da criminalização da homofobia

O presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, optou pela suspensão da sessão para o próximo dia 5

23 maio 2019 - 17h30

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (23/05/2019), por maioria pela criminalização da homofobia. Com 6 votos a 0, a sessão foi adiada pelo presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, para o próximo dia 5.

Em seu voto a favor da criminalização, a ministra Rosa Weber considerou que o conceito jurídico de racismo engloba a discriminação de gênero e a orientação sexual. Já o ministro Luiz Fux afirmou em seu discurso que o voto positivo significa que a Justiça está cumprindo com o compromisso de atender a população.

Mesmo após a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado ter aprovado o projeto que criminaliza a prática do crime de homofobia com exceção de garantia da liberdade religiosa, o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 9 a 2, dar continuidade ao julgamento nesta quinta-feira (23/05/2019).

Os ministros do Supremo entenderam que a “simples aprovação” pela Comissão não é suficiente para definição do assunto. Dos 11 ministros presentes no pleito, somente Marco Aurélio Mello e Dias Toffoli votaram contra a continuidade da votação.

 

Medicamentos

Toffoli decidiu ainda que a votação sobre o julgamento para impor ou não restrições ao fornecimento de medicamentos de alto custo que não tenham registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fique para o próximo dia 13. Com informações, Metrópoles.

Liberdade de expressão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Preocupação com segurança de dados é a maior em 10 anos
São e salvo
Piloto sequestrado durante roubo de avião é localizado em cidade de MT
COPA AMÉRICA
Messi faz de pênalti, mas Argentina só empata com o Paraguai e é lanterna
POLÍTICA
Moro: "Não tenho apego ao cargo, se houver irregularidades, eu saio"
POLÍTICA
A traição e a volta por cima de Alcides Bernal
POLÍTICA
Após tensão com a Câmara, Guedes 'perde' a Previdência para Maia
FAMOSOS
Morre Rubens Ewald Filho aos 74 anos
INTERIOR
Piloto sequestrado com avião em MS já foi preso pela PF por tráfico de drogas
SKOL testa carrinho de compras que auxilia pessoas cegas nos supermercados
BOM OU RUIM?
Facebook lança oficialmente a Libra, sua própria criptomoeda