Menu
Busca Sáb, 19 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002

Haja saco para tanta farinha. Onde a doença é a saúde com os aplausos da Câmara

09 abril 2019 - 10h40

Pode trocar tudo, mas a doença é a incompetência.

 

O atual secretário da saúde de plantão descobriu a meia-roda. Viva, ou diriam os mais velhos: alvissaras. Faltam médicos para atender a saúde pública de Campo Grande. Meia-verdade, meia-mentira. Falta gestão, faltam medicamentos, falta até algodão, gaze, álcool. Respeite os profissionais da saúde, menino brincando de prefeito. Bem acostumado com seus planos de saúde, o "senhor" esquece dos desvalidos servidores e a população que necessitam dessa assistência. 

A saúde pública está no lixo e foi colocada lá pelo atual prefeito, assim como o transporte, a infraestrutura e tudo mais. Incompetência pura, com os aplausos da Câmara Municipal.

E a Câmara, aplaude. Afinal, vocês foram eleitos para? Renovação ou anulação? Chega a dar pena alguns vereadores estarem tão, ou mais lenientes, do que quando fizeram aquele imbróglio contra um prefeito eleito e impuseram a coisa do Gilmar Olarte. Cadê Mário César? Cadê Edil, fofinho do Pucinelli e de Nelsinho? O Carlão “vereador da Comunidade” se segura em seus cada vez mais minguados votos, e quando acabar, vai viver de que?

Chega a dar vergonha pessoas das quais esperávamos mais, o líder do prefeito;  uma esperança de renovação, Eduardo e os paraquedistas, enfermeiros, enfermeiras, coisas nulas mas bem votadas, utilizadores de trampolim das rádios, alguém que contesta mas é mesmice, ameaça que vai, mas não vai, netinho da Vovó Ziza.

 

Haja saco para tanta farinha.

E, não diga que vai ocupar o palanque para despejar impropérios. Gostaria de saber os motivos para tanto apoio a um  prefeito tão incompetente. Vocês sabem e conseguem dormir tranquilos com tantas mortes pelo descaso e incompetência? Apenas começou com Dengue, Chikungunya, Zica. Ficará pior com Gripe. Gestor “bebezinho” da Família, tantos anos para demitir o incompetente que você nomeou?

Entenda, ainda que eu também não seja gestor de nada, não basta mudar o secretário e dizer que faltam 400 médicos. Você precisa investir em Saúde, Educação, Infraestrutura. Afinal, o que você tem feito? Pelo visto, nada.

Fábio, você até que salva se bem que alguma coisa não fecha na sua gestão na OAB – sucursal MS; Nelsinho, agora tem foro privilegiado, quase nem posso falar de você, eleito por um povo inculto e,  também não posso comentar, Marquinhos – não posso rir em texto.

A Câmara Municipal de Campo Grande repete o sábio Nelson Rodrigues: “Bonitinha, mas Ordinária”.

 

Jornalista Dirceu Martins

 

news

Leia Também

Brasil
Brasil acumula 4,4 milhões de casos e 135 mil mortes por covid-19
Meio Ambiente
Nuvem de fumaça provocada por queimadas no Pantanal chega ao céu de São Paulo
Brasil
Fumaça do Pantanal faz avião de Bolsonaro arremeter em MT
Três Lagoas
Fogo destrói vegetação, floresta de eucalipto e interdita rodovia em MS
Brasil
Tite convoca a Seleção Brasileira para a estreia nas Eliminatórias
Geral
Do outro lado do balcão De ex-juiz Federal a ex-ministro da Justiça, agora Sergio Moro é o mais "jovem" advogado do Brasil.
Saúde
Uma de 7 infecções de Covid-19 relatadas ocorre em profissionais de saúde, diz OMS
Brasíl
Marco Aurélio suspende inquérito que apura suposta interferência na PF
Brasíl
829 mortos por Covid 19 e 36.330 novos casos de contaminados
STF
COVID NOS PRESÍDIOS Fux renova Recomendação 62 por 6 meses e restringe alcance