Menu
Busca Sáb, 25 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Acusados de crimes de pistolagem na fronteira, pai e filho têm prisões mantidas

09 dezembro 2020 - 16h49Por N.V. bronca

Wanderley Antunes Pinto, 69 anos, e Renan Antunes Pinto, 34 anos, detidos em outubro de 2019 pelo homicídio de José Atanásio Lemos Neto, na época com 73 anos, tiveram as prisões preventivas mantidas. Além deste, eles são acusados de outros homicídios na região de fronteira com o Paraguai e acusados de crimes de pistolagem.

A decisão foi publicada no Diário da Justiça desta quarta-feira (9), e manteve a prisão dos réus. O processo tramita em sigilo, mas na época foi divulgada a prisão de pai e filho, pela morte do dr. José Atanásio. O crime aconteceu em 25 de outubro de 2018, em Bela Vista, e eles foram presos em outubro de 2019.

Eles também são acusados da morte de dois peões em 2009, em Porto Murtinho. O crime teria sido ordenado pelo patrão deles na época, após suspeita que os funcionários estariam furtando gado da propriedade rural.

Por Midiamax

Deixe seu Comentário

Leia Também

Campo Grande
Croquete de mandioca com carne: petisco saboroso e prático
Politicos
Vai vendo Brasil!
Religiosos
Padre é preso por desviar dinheiro da igreja para orgias gays e drogas
Brasil e Mundo
Covid-19: Brasil registra 19,4 mil casos e 699 mortes em 24h
Justiça
STF decide se os estados devem pagar hospitais pela tabela SUS
Geral
Anatel aprova leilão da exploração do acesso móvel na tecnologia 5G
Inclusão
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
Campo Grande
Preso em ação contra corrupção em MS era o 'braço direito' do ex-prefeito e 'quem assinava os cheques', diz polícia
Operação Policial
Polícia Federal faz operação para combater fraude no INSS do Amazonas
Campo Grande
Ameaça de delação de Gilmar Olarte causa 'espanto', afirma procurador-chefe do MP