Menu
Busca Dom, 05 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
INVESTIGAÇÃO

Caso Marielle: traficante que matou rivais usou munição do mesmo lote

23 março 2018 - 10h10Por Redação Notícias VIP
O traficante Gonçalo Cleyton Passos Gomes, conhecido como Cleytinho, de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, responde pela morte de dois rivais, em julho de 2016. Para executá-los, foi usada a munição calibre 9mm, do lote UZZ-18, o mesmo utilizado para matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, no último dia 14.

Segundo denúncia do Ministério Público, o crime teria sido cometido quando Cleytinho estava com outros comparsas, sendo um deles um adolescente, encontrou os rivais. Em seguida, foi iniciada uma troca de tiros e dois suspeitos morreram. Um dos assassinados, relatou o Extra, compôs letras de funk que desagradaram Cleyton. Ele vai a júri popular por homicídio qualificado e também por corrupção de menores.

Questionada sobre o lote UZZ-18, o mesmo do crime que matou Marielle e Anderson, a Polícia Civil afirmou que foi vendido à Polícia Federal de Brasília pela empresa Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), no dia 29 de dezembro de 2006. Ainda de acordo com a reportagem, o lote foi distribuído para unidades da PF em todo o país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Equador perdeu para o Coronavirus, colapsou saúde e funerária no país.
Polícia
DOF: Três traficantes presos com muita droga, neste sábado.
Saúde
Brasil ultrapassa marca de 10 mil casos de covid-19
Saúde
SP: cai medida que permitia funcionamento de escritórios de advocacia e de contabilidade
Ação permitia funcionamento presencial para advogados e contadores
Brasília e Mundo
Covid-19: Reino Unido se prepara para longo isolamento
Política
Em tempo de Coronavirus os políticos se estranham no governo Bolsonaro
Campo Grande
Trad faliu comerciantes da capital
Campo Grande
Prefeito da Capital faz suposta pré-campanha eleitoral e comete improbidade administrativa ao distribuir cestas basicas.
Brasil e Mundo
Covid-19: Tóquio registra mais de 100 casos em um único dia
São Paulo
Óbitos em São Paulo pelo novo coronavírus triplicaram em uma semana