Menu
Busca Ter, 10 de dezembro de 2019
(67) 9.9928-2002
INVESTIGAÇÃO

Caso Marielle: traficante que matou rivais usou munição do mesmo lote

23 março 2018 - 10h10Por Redação Notícias VIP
O traficante Gonçalo Cleyton Passos Gomes, conhecido como Cleytinho, de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, responde pela morte de dois rivais, em julho de 2016. Para executá-los, foi usada a munição calibre 9mm, do lote UZZ-18, o mesmo utilizado para matar a vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson Gomes, no último dia 14.

Segundo denúncia do Ministério Público, o crime teria sido cometido quando Cleytinho estava com outros comparsas, sendo um deles um adolescente, encontrou os rivais. Em seguida, foi iniciada uma troca de tiros e dois suspeitos morreram. Um dos assassinados, relatou o Extra, compôs letras de funk que desagradaram Cleyton. Ele vai a júri popular por homicídio qualificado e também por corrupção de menores.

Questionada sobre o lote UZZ-18, o mesmo do crime que matou Marielle e Anderson, a Polícia Civil afirmou que foi vendido à Polícia Federal de Brasília pela empresa Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), no dia 29 de dezembro de 2006. Ainda de acordo com a reportagem, o lote foi distribuído para unidades da PF em todo o país.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Brasil quer Lula livre
Estatística
Bolsonaro encerra primeiro ano com índice menor que Dilma
Judiciário
Governo de SP terá que indenizar mãe de vítima, por desaparecimento de roupas da vítima.
Política
Deputado Federal é repreendido no Aeroporto
Brasil
A greve dos caminhoneiros está marcada, para dia 16
Campo Grande
Serviços públicos precários, indignação da população
Polícia
Quadrilha de bandidos foi desarticulada pela polícia
Brasil
Brasileiro em situação de rua.
Interior
Ladrão invade casa, leva moto e mata idoso
Campo Grande
Trad é o prefeito dos dólares da 14 de julho, que ignora o restante município.