Menu
Busca Sáb, 08 de agosto de 2020
(67) 9.9928-2002
Polícia

Flávio nega ter visto a onça com antecedência na PF

20 julho 2020 - 14h47

 O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) negou nesta segunda-feira (20) em depoimento ao MPF (Ministério Público Federal) ter sido informado com antecedência sobre a Operação Furna da Onça.

Bolsonaro afirma que as acusações do empresário Paulo Marinho são mentirosas e que tem intenções políticas. O senador, contudo, confirmou presença durante reunião realizada em dezembro de 2018 na casa de Marinho, mas que não se tratou do vazamento de informações.

Leia mais: Operação Furna da Onça: MPF diz que Alerj era uma 'propinolândia'

O depoimento, colhido na condição de testemunha, durou cerca de 40 minutos.

A operação Furna da Onça mirou parlamentares da Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro) em 2018 e detectou movimentação financeira atípica nas contas do ex-assessor Fabrício Queiroz.

O empresário Paulo Marinho, ex-aliado da família Bolsonaro, afirmou que a equipe do então deputado estadual recebeu informações vazadas das investigações, apontando Queiroz na mira do Ministério Público.

Veja também: Rede vai ao Supremo contra foro privilegiado de Flávio Bolsonaro

O procurador Eduardo Benones afirmou que as investigações deverão se concentrar agora na atuação de policiais que participaram da operação.

Fonte: R7

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl e Mundo
STF manda soltar o poderoso
Brasíl
Covid 19 está matando no Brasil e no mundo
Brasíl
PGR recorre de decisão que impediu acesso a dados da Lava Jato
Meio Ambiente
Mourão defende avanços nos sistemas de monitoramento da Amazônia Para ele, também é preciso tratar do problema fundiário da região
Esporte
Vai Mercedes
Meio Ambiente
Prossegue combate a incêndio florestal na Serra dos Órgãos
Brasíl
Anac autoriza táxi-aéreo a vender assento individual Medida, em caráter emergencial, terá validade de dois anos
Bandido
Pistoleiro pede mais dinheiro para vítima e deixá-la em paz.
Campo Grande
Ameaça de demissão em massa do Transporte Público da capital
Brasíl e Mundo
OMS: recuperação econômica global pode ser mais rápida com vacina