Menu
Busca Dom, 16 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
POLÍCIA

Frontier de estudante que matou advogada no trânsito tem 32 multas; 22 por alta velocidade

Por Carol Assis
O longo histórico de multas da Nissan Frontier BFJ 1482, dirigida por João Pedro da Silva Miranda Jorge e que causou a morte da advogada Carolina Albuquerque Machado, em 2017, começou no ano de 2011. São 32 infrações de trânsito, sendo 22 por excesso de velocidade. Na tragédia ocorrida na Afonso Pena, em 2/11/2017, João Pedro dirigia a Frontier a 115 km/h, diz a perícia.

Nem todas as infrações podem ser atribuídas ao estudante de medicina ou a família dele. Há multas nas cidades de Bataguassu, São Paulo (SP), Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Bataguassu, Aparecida de Goiânia (GO), Cubatão (SP) e  Morrinhos (GO).

Um fato que chama a atenção é que, em 2012, a Frontier foi flagrada pelo radar em alta velocidade no entroncamento das avenidas Afonso Pena, Arquiteto Rubens Gil de Camilo e Paulo Coellho Machado, mesmo local onde a vida de Carolina foi ceifada brutalmente, na madrugada do dia 2 de novembro de 2017.  
violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Ponte sobre o córrego da Figueira traz segurança a moradores da região do Mané Manco, em Coxim
MS
Alegação de vendas de veículos cresce 16% no Estado, aponta dados do Detran
Política
Produtores rurais de Campo Grande e região participam de manifestação pró-Bolsonaro em Brasília
MS
Rio Verde está na rota de eventos esportivos de aventura da Fundesporte
Falecimento
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos Atriz estava internada desde 15 de abril
Tempo
Domingo de tempo firme e grande amplitude térmica em Mato Grosso do Sul
São Paulo
Bruno Covas perde luta contra o câncer e morre
Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande