Menu
Busca Dom, 24 de outubro de 2021
(67) 9.9928-2002
POLÍCIA

Frontier de estudante que matou advogada no trânsito tem 32 multas; 22 por alta velocidade

Por Carol Assis
O longo histórico de multas da Nissan Frontier BFJ 1482, dirigida por João Pedro da Silva Miranda Jorge e que causou a morte da advogada Carolina Albuquerque Machado, em 2017, começou no ano de 2011. São 32 infrações de trânsito, sendo 22 por excesso de velocidade. Na tragédia ocorrida na Afonso Pena, em 2/11/2017, João Pedro dirigia a Frontier a 115 km/h, diz a perícia.

Nem todas as infrações podem ser atribuídas ao estudante de medicina ou a família dele. Há multas nas cidades de Bataguassu, São Paulo (SP), Campo Grande, Sidrolândia, Maracaju, Bataguassu, Aparecida de Goiânia (GO), Cubatão (SP) e  Morrinhos (GO).

Um fato que chama a atenção é que, em 2012, a Frontier foi flagrada pelo radar em alta velocidade no entroncamento das avenidas Afonso Pena, Arquiteto Rubens Gil de Camilo e Paulo Coellho Machado, mesmo local onde a vida de Carolina foi ceifada brutalmente, na madrugada do dia 2 de novembro de 2017.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Política
Foto de Eduardo Bolsonaro como 'sheik' em Dubai causa onda de críticas; deputado defende gastos
Saúde
Em evento histórico, primeira vacina contra malária é aprovada pela OMS
Educação
Relatório aponta impacto da pandemia na saúde mental de adolescentes
Direito
Hipertensão: Quem possui essa condição pode requerer o auxílio-doença ou a aposentadoria por invalidez?
Geral
Facebook, Instagram e Whatsapp têm problemas de acesso nesta segunda
Economia
Ministro defende uso de reservas para capitalizar banco do Brics
Saúde
Ministro chega ao Brasil um dia após testar negativo para covid-19
Brasíl
Eleitores voltam às urnas em 19 cidades para escolha de novo prefeito
Campo Grande
Com ventos de 68 Km/h e 145 mil raios, temporal deixou 13 mil pessoas no escuro
Política
Lei que define sobras de voto em eleições proporcionais é sancionada