Menu
Busca Qua, 12 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
POLÍCIA

Jovem morre atropelado na avenida Ceará; motorista foge sem prestar socorro

Por Carol Assis
Moises Luis da Silva Oliveira de 22 anos, morreu após ser atropelado por um carro, na madrugada desta quinta-feira (26), no cruzamento da Avenida Ceara com a Rua Euclides da Cunha, Bairro Santa Fé, em Campo Grande. A vítima atravessava na faixa de pedestre e o sinal estava verde para o condutor do veículo.

Conforme a polícia, Moises estava com dois amigos em frente a uma conveniência. Em determinado momento, o jovem e um amigo foram atravessar a avenida, foi quando o condutor do veículo VW UP de cor branca, identificado como Andersom Fonte da Silva de 33 anos, trafegava pela via e o acidente acabou acontecendo.

Conforme testemunhas, a vítima atravessava a via pela faixa de pedestre e o semáforo estava verde para o motorista do carro. Ainda segundo populares, Anderson dirigia em alta velocidade. Moises morreu no local.

Com o impacto, o corpo da vítima foi arremessado por vários metros. Após atropelar o jovem, Anderson fugiu sem prestar socorro à vítima, mas foi detido logo depois e está preso.

O caso foi registrado como homicídio  culposo qualificado pela embriagues.

news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19
Mato Grosso do Sul
Novos secretários da Casa Civil e da Cidadania tomam posse nesta segunda-feira
Campo Grande
Infestação de pragas urbanas alarma moradores de Campo Grande
Vacina
Mato Grosso do Sul recebe novo lote de vacina da Pfizer nesta segunda-feira
F1
Hamilton sobre GP da Espanha de F1: “Aprendi muito sobre Max hoje”
Poluição
Marinha: três navios são suspeitos por manchas de óleo no NE em 2019
Saúde
Fiocruz: pandemia de covid-19 faz vítimas cada vez mais jovens