Menu
Busca Ter, 24 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Justiça

Justiça deve decidir se assassino de Mayara Amaral vai a júri popular

14 maio 2018 - 14h40Por Redação Notícias VIP
Deve ser decidido nesta terça-feira (15) se Luís Alberto Bastos Barbosa assino confesso da musicista Mayara Amaral irá a júri popular após conflito de competências.

O conflito deve ser julgado pelos desembargadores nesta terça-feira (15), após o juiz da 2º Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande alegar conflito de competência com a 4º Vara Criminal para julgar e processar Luís Alberto pelo assassinato de Mayara.

Segundo os autos do processo, o conflito de competência foi gerado pela discordância entre julgar Luís por latrocínio ou feminícidio. A Procuradoria Geral de Justiça, por sua vez, opinou pela procedência do pedido ser de competência da 4º Vara Criminal, como indicado na denúncia feita pelo Ministério Público.

Relembre o caso
Mayara foi morta a marteladas, no dia 25 de julho de 2017, e segundo um dos suspeitos, também foi esganada. Luís Alberto Bastos Barbosa de 29 anos, Ronaldo da Silva Olmedo, de 30 anos, e Anderson Sanches Pereira, 31 anos, foram presos em flagrante pelo crime, na quarta-feira, 26 de julho. Mas, após as investigações foi concluído que Luis agiu sozinho roubando R$ 17,3 mil em bens da vítima.

A defesa de Luís teve como estratégia culpar as drogas pelo crime, e após esta tentativa foi pedido à Justiça que o músico passasse por avaliação de sanidade mental por acreditar que o baterista teria cometido o crime motivado por um distúrbio muito além de sua vontade.

Mas, em despacho feito pelo juiz consta que o Luís não teria afirmado ser total parcialmente incapaz de entender o caráter do ilícito cometido por ele. Ainda segundo o documento, durante o depoimento o acusado teria se mostrado consciente das acusações contra ele, dando detalhes do que tinha acontecido no dia do crime.
Com informações Midiamax
 
racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Brasil passa de 170 mil mortes por covid-19 desde o início da pandemia
Justiça condena seguranças que açoitaram adolescente em supermercado
Brasilia
Parlamentares aprovam convite a Pazuello para que fale sobre encalhe de testes da Covid-19
Campo Grande
Prefeitura de Campo Grande fecha contrato de R$ 3 milhões para uniformes escolares
Brasíl
Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
Crime Organizado
PF combate, no Rio, furtos de encomendas nos Correios
Internacional
Hong Kong fechará bares e clubes noturnos pela 3ª vez devido a novos casos de Covid-19
China
China anuncia erradicação da extrema pobreza nos últimos condados pobres
Russia
De olho em mercados externos, Rússia diz que sua vacina contra Covid-19 custará menos de U$20
Campo Grande
Corrupção no Detran-MS leva PF a escritório que liga filho de Reinaldo à ‘gerência’ de propina na Vostok