Menu
Busca Sáb, 31 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
Campo Grande

Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros

O fato ocorreu no Conjunto Nova Campo Grande, foi descoberto pelo filho da vítima.

23 setembro 2020 - 09h00Por Plantão de policia

Uma cabeleireira identificada como Lucia Cavalcanti de Oliveira Menegazzo, de 57 anos, foi encontrado morta no banheiro de casa na noite desta terça-feira (22) na Vila Nova Campo Grande, em Campo Grande. O caso foi registrado como morte a esclarecer e suspeita-se de que ela tenha sofrido uma queda no banheiro e batido com a cabeça.

Consta no registro policial, que o filho de Lucia trabalhava no salão de cabelereiro, que fica na parte de frente da casa. Ele então sentiu falta da mãe e encontrou a mãe muito machucada no banheiro.

Ele então chamou por vizinhos que acionaram o Corpo de Bombeiros e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). No momento em que os socorristas chegaram ao local, a vítima estava ao solo do banheiro com cianose arterial, ausência de pulso arterial e rigidez, com trauma de face com sangramento na cavidade oral. O caso foi registrado na Depac Centro.

 

Por Midiamax

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil e Mundo
Turquia busca sobreviventes após terremoto deixar 25 mortos no país
Brasil
Caixa libera hoje saque do FGTS para nascidos em setembro e outubro
Brasil
Feriado do dia 2 aumenta em 40% movimentação nos aeroportos
Geral
INSS inicia pagamento de diferenças do auxílio Segundo o órgão, 497 mil segurados estão aptos a receber os valores
Saúde
Brasil registra 508 novas mortes por Covid-19 e total de óbitos vai a 159.477
Brasil
Contas públicas têm déficit de R$ 64,5 bilhões em setembro, diz BC
Judiciário
Justiça do RJ condena desembargadora a pagar indenização por calúnia contra Marielle
Brasil e Mundo
Congresso da Bolívia aprova recomendação de processo contra presidente Jeanine Ánez
Brasil
Mourão aposta que governo comprará vacina chinesa: “Lógico que vai”
Internacional
Milhares de muçulmanos protestam contra comentários de Macron