Menu
Busca Qua, 12 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
INTERIOR

PF deflagra ação e prende agente que facilitava entrada de celular em presídio

Por Carol Assis
A Polícia Federal deflagou na manhã desta quinta-feira (dia 19) a operação Ponto Cego para desmantelar organização criminosa envolvida com o tráfico de drogas com ramificações dentro da PSM (Penitenciária de Segurança Média) de Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. Agente penitenciário que facilitava a entrada de drogas e celulares no presídio está entre os alvos.

No total, 60 policiais cumpriram dez mandados de prisão preventiva, doze de busca e apreensão e um mandado de suspensão de exercício de função pública - expedidos pela 2ª Vara Criminal do município. Além de Três Lagoas, também houve prisão em Campo Grande. 

Os investigados podem responder pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão.

O nome da operação faz alusão ao apelido de um dos principais alvos, conhecido como ?Zóio, que liderava a organização familiar composta por três irmãos e seus respectivos cônjuges. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela Polícia Federal.
violência contra a mulher

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19
Mato Grosso do Sul
Novos secretários da Casa Civil e da Cidadania tomam posse nesta segunda-feira
Campo Grande
Infestação de pragas urbanas alarma moradores de Campo Grande
Vacina
Mato Grosso do Sul recebe novo lote de vacina da Pfizer nesta segunda-feira
F1
Hamilton sobre GP da Espanha de F1: “Aprendi muito sobre Max hoje”
Poluição
Marinha: três navios são suspeitos por manchas de óleo no NE em 2019
Saúde
Fiocruz: pandemia de covid-19 faz vítimas cada vez mais jovens