Menu
Busca Qui, 21 de novembro de 2019
(67) 9.9928-2002
Policia

Polícia do Rio prende suspeito de usar gás para lavar dinheiro

16 outubro 2019 - 11h30Por MS URGENTE

Policiais civis prenderam ontem a noite  um suspeito de lavar R$ 1 milhão, dinheiro obtido com a venda de drogas ilegais no Rio de Janeiro, através de empreendimentos como a comercialização de gás de botijão. Os policiais cumprem ainda oito mandados de busca e apreensão em endereços ligados a parentes do suspeito.

 
De acordo com a Polícia Civil, o preso, Fábio Pinto dos Santos, conhecido como Fabinho São João, é apontado como um dos chefes da quadrilha que controla a venda de drogas no Morro São João, localizado no Engenho Novo, e em Manguinhos, ambas comunidades da zona norte do Rio.

 
Contra ele, havia três mandados de prisão por crimes como homicídio e associação para o tráfico de drogas.  O dinheiro obtido com a venda de drogas era lavado, segundo a Polícia Civil, através de empresas pertencentes a parentes de Fábio, entre elas, uma distribuidora de gás que atua em Manguinhos e no bairro vizinho do Jacaré. Algo em torno de R$ 1 milhão teria sido lavado em 17 meses.
 

Preso em 2009 e condenado por tráfico de drogas, Fabinho São João foi transferido para o presídio federal de Campo Grande (MS). Ele saiu da prisão em setembro 2016, com sentença cumprida. Depois de solto, Fábio voltou a ser alvo de investigações policiais, sob a suspeita de promover invasões no Morro dos Macacos, em Vila Isabel. Segundo informações, MS URGENTE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Terenos
Vereador acusa colegas de receber propina
Campo Grande
Estão fechando delegacia de polícia na capital
Campo Grande
Trad não retira sujeira das ruas da capital
Famosos
Zezé está hospitalizado
Campo Grande
Apesar dos protestos, Trad sufoucou CPI, que nem foi ventilada na Câmara municipal
Energisa
A falta da cara energia de todos os dias
Brasil
Caminhoneiros podem fazer greve
Porto Murtinho
Barragem está desmoronando desde 28 de outubro e não fazem nada
Bolívia
Traidor, general que deu voz de prisão a Evo vai para USA
Judiciário
Quando o judiciário é usado por supostos bandidos