Menu
Busca Dom, 29 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Investigação

Polícia faz hoje reconstituição do assassinato de Marielle

10 maio 2018 - 09h50Por Redação Notícias VIP
A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) faz hoje (10), no Rio de Janeiro, a reprodução simulada das mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, ocorridas na noite de 14 março deste ano. A reconstituição está prevista para as 22h, no local onde ocorreu o crime, no bairro do Estácio, na zona Central do Rio.

O trabalho, feito pela Polícia Civil, contará com apoio logístico das Forças Armadas. A partir das 20h, serão interditadas as ruas no entorno do local onde ocorreu o crime.

Ficarão fechados os seguintes trechos: Rua Joaquim Palhares entre as Ruas Haddock Lobo e Rua Ulysses Guimarães; Rua João Paulo I, entre a Avenida Paulo de Frontin e Rua Joaquim Palhares e Rua Estácio de Sá entre a Rua Hélio Beltrão e Rua Joaquim Palhares.

Segundo a polícia, durante a reprodução, poderão ser disparados tiros em pontos específicos para análise da perícia. Por isso, toda a área será bloqueada para o acesso de pedestres e veículos. Por questões de segurança, os moradores da região só poderão acessar as ruas bloqueadas após serem autorizados pelos policiais.

racismo

Deixe seu Comentário

Leia Também

Indigenas
Empresas de SC e RS contratam 5 mil indígenas do Estado para a colheita da maçã
Campo Grande
Covid-19: aumento no número de casos coloca 31 municípios em grau de risco no Prosseguir
Brasíl
Maia: combate ao racismo deve ser agenda prioritária do Parlamento
Brasíl e Mundo
Papa nomeia novos cardeais, entre eles o primeiro afro-americano
Brasíl
Caixa paga auxílio emergencial para nascidos em maio
Futebol
Com show de Luciano, São Paulo vence Bahia e encosta no Atlético-MG
Eleição 2020
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno
Futebol
CSA derrota Ponte Preta e fica a três pontos do G4 da Série B
Campeonato Brasileiro, série A.
Lei do ex: Rony lidera vitória do Palmeiras sobre Athletico-PR
Eleição 2020
Barroso pede que eleitores não deixem de ir às urnas no segundo turno