Menu
Busca Qui, 21 de novembro de 2019
(67) 9.9928-2002
COISAS ABSURDAS

Policiais civis prendem homem de 45 acusado de tapar boca e violentar garoto de nove anos

10 abril 2018 - 15h45Por Redação Notícias VIP
Um homem foi preso em flagrante após dois dias de perseguição continuada e passou a ser réu-confesso de violentar um menino de nove anos. Preso, José Carlos Nogueira Macedo, de 45 anos confessou o crime, mas alegou que estava bêbado e que não se lembrava do que havia acontecido.

O crime de violência sexual, segundo Polícia Civil (PC) aconteceu na madrugada deste domingo, 8, dentro de uma casa na cidade de Rondonópolis (Sul, a 220 quilômetros de Cuiabá).

O garoto foi arrastado e para não gritar, teve a boca tapada por uma das mãos do estuprador, que fugiu após violentar o menino, encontrado traumatizando e chorando muito pela família.

A família acionou a Polícia e confirmou as denúncias, contando que o acusado estava na casa onde acontecia uma confratização entre familiares e amigos..

Policiais civis informaram  que o acusado foi localizado após os investigadores monitorarem  seus passos. A prisão, segundo a PC aconteceu por volta das 9 horas desta terça-feira, 10.

O exame de corpo delito comprovou que a criança tinha lesões no ânus e que houve ejaculação dentro do menino. José Carlos confessou o crime, alegando que estava sob efeito de álcool. Ele afirma que não se lembrava com detalhes do que havia ocorrido por conta do estado de embriaguez.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Terenos
Vereador acusa colegas de receber propina
Campo Grande
Estão fechando delegacia de polícia na capital
Campo Grande
Trad não retira sujeira das ruas da capital
Famosos
Zezé está hospitalizado
Campo Grande
Apesar dos protestos, Trad sufoucou CPI, que nem foi ventilada na Câmara municipal
Energisa
A falta da cara energia de todos os dias
Brasil
Caminhoneiros podem fazer greve
Porto Murtinho
Barragem está desmoronando desde 28 de outubro e não fazem nada
Bolívia
Traidor, general que deu voz de prisão a Evo vai para USA
Judiciário
Quando o judiciário é usado por supostos bandidos