Menu
Busca Sex, 17 de setembro de 2021
(67) 9.9928-2002
Pedófilos

Professor de Direito e militar estão entre presos por pedofilia em Campo Grande

Auxiliar contábil e empresário também foram detidos; eles armazenavam imagens com estupro de crianças

29 outubro 2020 - 18h00Por Plantão de policia

A 3º fase da Operação a Deep Caught, contra a pedofilia deflagrada na manhã desta quinta-feira (29), em Campo Grande prendeu quatro pessoas que armazenavam e compartilhavam pornografia infantil. Na casa de dois alvos, os policias encontraram armas.

Foram presos um advogado e professor de Direito de 35 anos, no bairro Bom Jardim, um empresário de 37 anos, no bairro Vila Vilas Boas, sendo que nestas duas casas foram encontradas armas.

No bairro Lar do Trabalhador, um sargento do Exército acabou preso, assim como, um auxiliar de contábil de 34 anos, no bairro São Francisco. De acordo com a delegada Marilia Brito da Depca (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente) disse que foram encontrados 202 gigas de material pornográfico com os acusados.

Foram apreendidos celulares, HD’s, computadores e notebooks. Nenhum dos presos tinha passagens pela polícia. Eles utilizavam a deep web para baixar e compartilhar o material pornográfico.

Outras fases

Em agosto deste ano foi deflagrada a segunda fase da Deep Caught, em Campo Grande, contra a pedofilia infantil. Sete mandados foram cumpridos em várias cidades do Estado, na época. A operação era contra os acusados de exploração e abuso sexual contra crianças e adolescentes praticados por meio da internet. Na primeira fase em maio deste ano, foram cumpridos mandados em 4 cidades do Estado, Campo Grande, Jardim, Cassilândia e Bonito.

Crime

A pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Rio de Janeiro
Apoiadores de Bolsonaro fazem ato em Copacabana, no Rio de Janeiro
São Paulo
Manifestantes fazem ato na Av. Paulista a favor de Bolsonaro
Brasília
PM informa que restabeleceu bloqueio na Esplanada dos Ministérios
Tribunal de Justiça
Fux manda retirar bandeira do Brasil Império hasteada na sede do TJ de Mato Grosso do Sul
Brasília
Esplanada terá esquema especial de segurança para protestos deste feriado
Brasíl
7/9: Moraes bloqueia contas de acusados de organizar atos antidemocráticos
MS já vacinou 50% dos jovens de 12 a 17 anos contra covid com a 1° dose – Feriado
MS
Secretaria de Estado de Saúde confirma três casos da variante Delta em Mato Grosso do Sul
STF
Urgente: Moraes determina prisão de ex-PM que o ameaçou de morte
Meio Ambiente
Ganhou prazo para resolver o problema, sob pena de multa e improbidade do prefeito