Menu
Busca Sex, 25 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Bandidos

Taxista de 60 anos é assaltado em MS e consegue sair do carro após suspeitos falarem em matá-lo

10 abril 2018 - 09h10Por Alcides Bernal
Um taxista de 60 anos foi assaltado por bandidos que se passaram por passageiros e conseguiu fugir após um deles falar em matá-lo. O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (10), no Centro de Campo Grande.

O trabalhador disse à polícia que pegou os dois suspeitos perto do estádio Morenão e os levaria para o Centro. Quando se aproximavam do destino, o rapaz sentado no banco do passageiro anunciou o assalto, ameaçando o taxista com uma faca.

O trabalhador teve a carteira e o celular roubados. Em seguida, o assaltante armado disse ao comparsa que mataria o taxista, que em seguida conseguiu sair do carro e correu do local.

Já os suspeitos, conforme registro policial, fugiram levando o carro do taxista, que foi encontrado abandonado na área central.

O caso foi registrado como roubo majorado pelo concurso de pessoas. Até a publicação desta reportagem nenhum suspeito havia sido preso.

O taxista trabalha em ponto no Jardim dos Estados e há 20 anos para a mesma pessoa.
RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Corrupção
Operação da PF apura desvios no SUS de mais de R$ 2 milhões Ao todo 10 mandados de busca e apreensão foram cumpridos no RS e ES
Brasíl e Mundo
Tóquio exigirá testes de covid-19 para atletas, mas não quarentena
Brasíl e Mundo
Time coloca Bolsonaro entre 100 mais influentes e o responsabiliza por mortos na pandemia e crise ambiental
Saúde
J&J inicia estudo final de vacina contra Covid-19 em 60 mil voluntários
Vacina contra Covid 19
Polícia
"Argumento para lacrar bancas do bicho é ocupação de calçadas sem autorização " disse site de notícias.
Rio de Janeiro
"Vai vendo ... Witzel faltou algumas aulas do prefeito Crivella " disse a fonte
Mundo
Torre Eiffel é esvaziada em Paris Informação é da equipe de imprensa da torre
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto dentro de cela
Campo Grande
Mulher é encontrada morta com ferimentos graves dentro do banheiro no fundo de um salão de cabeleireiros
Fronteira
Foram presos contrabandistas, entre eles um dos policiais da Operação Omertà.