Menu
Busca Qua, 28 de outubro de 2020
(67) 9.9928-2002
Justiça

Trio que matou vítima a pedradas por dívida de R$ 650 vai a júri nesta quarta

18 abril 2018 - 09h31Por Redação Notícias VIP
Vão a júri popular às 8h desta quarta-feira (18) Aldo da Silva Paim e os dois sobrinhos dele, Maikon William Paim e Thierry Fernando Paim de Castro. Os três são acusados de matar espancado e a pedradas Rosinaldo Sérgio de Campos, de 33 anos, por uma dívida de R$ 650 referente a compra de uma arma de brinquedo.

O crime aconteceu na madrugada do dia 11 de junho do ano passado, no cruzamento da Rua Santa Mônica com a Avenida São Nicolau, na Vila Santa Luzia, em Campo Grande. Rosinaldo, conhecido pelo apelido de Madrugada, era dependente químico. 

Na época, Thierry que vendeu a arma de brinquedo para a vítima e não recebeu, garantiu que o crime não havia sido motivado por dívida. ?Ele contou que Rosinaldo, armado com faca, tentou assaltar o tio dele. Versão não confirmada pela polícia na ocasião. Thierry e a vítima se conheciam de data anterior. Os dois haviam praticado assalto juntos. Conforme a Polícia Civil, no dia do crime, os parentes passaram o dia consumindo bebida alcoólica e drogas e encontraram Rosinaldo na rua.

Tio e sobrinhos cercaram a vítima e a agrediram com chutes, socos e a pedradas. Toda a agressão foi filmada pela câmera de vigilância de um comércio próximo ao local. Em sua decisão, o juiz Aluízio Pereira dos Santos, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, entendeu haver indícios suficientes para pronunciá-los no crime de homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima, em concurso de pessoas.
news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agências do INSS funcionam normalmente nesta quarta
Brasíl
Novo caça Gripen F-39E é apresentado a autoridades em Brasília
TSE
Deputado federal é cassado por abuso de poder econômico e propaganda indevida
Economia
Confira os fatores que devem mexer com o mercado do milho na próxima semana
Polícia
DOF apreende 3 toneladas de drogas, mais de 70 mil pacotes de cigarros e armas nos últimos dias
Polícia
Acusado de matar ator e pais em SP disse que morou em MS para obter RG falso
Polícia federal
Polícia Federal apreende 1,8 mil pacotes de cigarros ilegais no Paraná
Brasíl
Incêndio atinge hospital no Rio de Janeiro e duas pacientes com Covid-19 morrem
Fortaleza-CE
PF realiza operação contra suspeito de fraudar Auxílio Emergencial
Brasil
PF combate grupo criminoso que atuava com garimpo ilegal em Pernambuco