Menu
Busca Dom, 12 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002
Fake-News

Aras diz que não cabe a partidos pedir apreensão de celular de Bolsonaro

28 maio 2020 - 12h05Por Politicos

SÃO PAULO (Reuters) - O procurador-geral da República, Augusto Aras, disse em manifestação sobre pedido feito por partidos políticos de apreensão do telefone celular do presidente Jair Bolsonaro que não cabe a siglas partidárias pedirem diligências no âmbito de inquéritos, informou a Procuradoria-Geral da República nesta quinta-feira.

Na manifestação enviada ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do inquérito que investiga as acusações do ex-ministro da Justiça Sergio Moro de que Bolsonaro buscou interferir politicamente na Polícia Federal, Aras também disse que os fatos colocados pelos partidos na notícia-crime enviada ao ministro já constam do inquérito.

 

Segundo a PGR, Aras não se manifestou no mérito da questão.

Na semana passada, Celso de Mello enviou à PGR três notícias-crimes apresentadas por parlamentares e partidos políticos que pediam medidas no inquérito, incluindo o depoimento do presidente e a apreensão do seu celular e do de seu filho Carlos.

 

O pedido de apreensão do celular do presidente provocou forte reação do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, que disse em nota que a medida teria consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional.

Bolsonaro, por sua vez, criticou Celso de Mello pelo episódio e disse que jamais entregaria seu telefone celular.augus

Reuters

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Mulher de Queiroz se entrega e cumprirá prisão domiciliar com marido no Rio
Educação
Bolsonaro nomeia pastor Milton Ribeiro como ministro da Educação
Esporte
Natália Gaudio defende maior longevidade para atletas brasileiras
Bolsonaro e Coronavirus
Reabertura precoce transforma Brasília em epicentro da Covid-19
Saúde
Brasil passa de 70 mil mortes por coronavírus e supera 1,8 milhão de casos
Brasíl
Casos e mortes por coronavírus no Brasil em 10 de julho, segundo consórcio de veículos de imprensa (atualização das 8h)
Campo Grande
Trad remaneja 70 milhões de reais com conivência dos vereadores
Saúde
ESPECIAL-Bolsonaro aposta em "cura milagrosa" para salvar o Brasil, e própria vida, da Covid-19
Política
Maia diz que é grave Bolsonaro tratar de hidroxicloroquina e que políticos não devem recomendar remédios
Política
Ministro pede investigação da PF com base na Lei de Segurança Naciona