Menu
Busca Qua, 28 de julho de 2021
(67) 9.9928-2002
Política

Assessoria de Lula rebate Palocci após delação: ‘Inventando histórias’

Em sua primeira delação, o ex-ministro disse que o ex-presidente recebeu propina em espécie da Odebrecht

19 janeiro 2019 - 06h30

A assessoria de Luiz Inácio Lula da Silva divulgou uma nota na noite desta sexta-feira (18) contestando as acusações de Antônio Palocci contra o ex-presidente. Em sua primeira delação, no âmbito da Lava Jato, o ex-ministro afirmou que Lula recebeu dinheiro em espécie como propina por parte da Odebrecht.

A assessoria de Lula classificou as falas de Palocci como “caluniosas” e disse que “nenhum dos delatores, beneficiados com reduções de pena e até mesmo com milhões, apresentou alguma prova sequer contra o ex-presidente”.  

Além disso, a comunicação de Lula disse, sem citar nome, que divulgação da delação de Palocci “só serve para desviar o foco de investigações em curso, contra futuro senador, repleta de provas documentais”. A nota se refere a Flávio Bolsonaro e ao caso Fabrício Queiroz.

Confira a íntegra da nota da assessoria de Lula

A Lava Jato tem quase 200 delatores beneficiados por reduções de pena. Para todos perguntaram do ex-presidente Lula. Nenhum apresentou prova nenhuma contra o ex-presidente ou disse ter entregue dinheiro para ele. Antônio Palocci, preso, tentou fechar um acordo com o Ministério Público inventando histórias sobre Lula. Até o Ministério Público da Lava Jato rejeitou o acordo por falta de provas e chamou de “fim da picada”.

Mas o TRF-4 decidiu validar as falas sem provas de Palocci, que saiu da prisão e foi para a casa, com boa parte de seu patrimônio mantido em troca de mentiras sem provas contra o ex-presidente. O que sobra são historinhas para gerar manchetes caluniosas.

Todos os sigilos fiscais de Lula e sua família foram quebrados sem terem sido encontrados valores irregulares. Há outros motoristas e outros sigilos que deveriam ser analisados pelo Ministério Público, que após anos, segue sem conseguir prova nenhuma contra Lula, condenado por “atos indeterminados”. Curiosa a divulgação dessa delação sem provas justo hoje quando outro motorista ocupa o noticiário.

vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mato Grosso do Sul
Inscrições prorrogadas para a segunda edição do Prêmio Inova
Oportunidade
Estão abertas as inscrições para curso de idiomas na UEMS
Brasília
PP não vai aceitar filiação de Bolsonaro
Dourados
Agesul retira mais de 800 toneladas de lixo das margens da MS-156 em Dourados
Interior
SubsRacial leva Campanha Julho das Pretas a Rochedo, com temas de saúde e educação
Mato Grosso do Sul
Temperaturas voltam a subir e ar seco segue predominando nesta quarta-feira
Mato Grosso do Sul
Governo investe R$ 5,8 milhões na pavimentação da MS-455, criando novo acesso a Capão Seco
Interior
Corpo de Bombeiros monitora incêndios com imagens de satélite e amplia fiscalização em áreas de focos
Campo Grande
Até quando a massa de ar frio polar vai atuar em Mato Grosso do Sul?
Esportes
Hoje é Dia: nota 10 de Comaneci e Dia do Futebol marcam semana