Menu
Busca Ter, 07 de julho de 2020
(67) 9.9928-2002

Assis deixará SAD para coordenar a campanha de Reinaldo na Capital

11 abril 2018 - 10h09Por Redação Notícias VIP
O atual titular da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Carlos Alberto de Assis (PSDB), anunciou que vai deixar o governo para coordenar, na Capital, a campanha de reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

?Vou ajudar a administrar até quando der, e depois vou sair para campanha de reeleição do governador?, revelou o secretário.

De acordo com o tucano, ele deve deixar a gestão Azambuja no final de julho ou começo de agosto, mas revela que já está atuando na pré-campanha, ?fora do horário de expediente?, ressalta.

O secretário tinha intenção de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, mas desistiu de participar do pleito atendendo um pedido do próprio Azambuja, que também fez o mesmo pedido ao secretário de governo, Eduardo Riedel, e de Desenvolvimento, Jaime Verruck.

Assis frisa que deve cuidar da campanha de Reinaldo apenas em Campo Grande, e avisa que outra pessoa assumirá esse papel no restante do Estado. Segundo ele, é na Capital que ele ?bate na porta e é atendido?.
news

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde
Brasil tem 1,66 milhão de casos confirmados do novo coronavírus
Saúde
Presidente Jair Bolsonaro testa positivo para covid-19
Políciais Federais
Justiça nomeia peritos para conferir serviços de hospitais de campanha
Polícia
Operação da PF investiga sobrepreço no Hospital de Campanha, inclusive a locação de tendas
Campo Grande
Lixo, mato e esconderijo de viciados na capital
Saúde
Brasil registra mais 620 mortes por Covid-19 e chega a 65.487 óbitos
Rio de Janeiro
Comissão do impeachment de Witzel aprova retomada do prazo de defesa
Saúde
Os municípios do Mato Grosso do Sul receberam 197 milhões para gastar com o novo Coronavirus
Coxim
Mataram Zé Carlos gari que se destacava em denunciar injustiças contra o povo de Coxim, através das redes sociais.
Mundo
Austrália fecha fronteira estadual pela 1ª vez em 100 anos