Menu
Busca Sex, 27 de novembro de 2020
(67) 9.9928-2002

Assis deixará SAD para coordenar a campanha de Reinaldo na Capital

11 abril 2018 - 10h09Por Redação Notícias VIP
O atual titular da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Carlos Alberto de Assis (PSDB), anunciou que vai deixar o governo para coordenar, na Capital, a campanha de reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

?Vou ajudar a administrar até quando der, e depois vou sair para campanha de reeleição do governador?, revelou o secretário.

De acordo com o tucano, ele deve deixar a gestão Azambuja no final de julho ou começo de agosto, mas revela que já está atuando na pré-campanha, ?fora do horário de expediente?, ressalta.

O secretário tinha intenção de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, mas desistiu de participar do pleito atendendo um pedido do próprio Azambuja, que também fez o mesmo pedido ao secretário de governo, Eduardo Riedel, e de Desenvolvimento, Jaime Verruck.

Assis frisa que deve cuidar da campanha de Reinaldo apenas em Campo Grande, e avisa que outra pessoa assumirá esse papel no restante do Estado. Segundo ele, é na Capital que ele ?bate na porta e é atendido?.
violência contra a mulher 2

Deixe seu Comentário

Leia Também

Justiça manda prender ex-vereador envolvido em escândalo sexual em Campo Grande
Pedófilos em cana
PF cumpre mandados de busca contra exploração sexual de crianças
Fronteira
Guerra declarada: tortura e assassinato de quatro homens ligados a Fahd Jamil
Água Clara
GAECO desmonta esquema de fraude a licitações e lavagem de dinheiro
Esporte
Brasileiro: Atlético-MG supera Botafogo e abre vantagem sobre Flamengo
Justiça
STF adia decisão sobre remarcação de concursos por crença religiosa Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Luiz Fux votarão amanhã
Esporte
Conmebol altera datas dos confrontos entre Inter e Boca Juniors
Brasilia
Covid-19: avanço no desenvolvimento de vacinas repercute no Senado
MS
Alto percentual de ocupação de leitos requer medidas mais restritivas contra a Covid-19
Argentina
Morre o jogador argentino Diego Armando Maradona