Menu
Busca Qua, 16 de outubro de 2019
(67) 9.9928-2002

Assis deixará SAD para coordenar a campanha de Reinaldo na Capital

11 abril 2018 - 10h09Por Redação Notícias VIP
O atual titular da SAD (Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização), Carlos Alberto de Assis (PSDB), anunciou que vai deixar o governo para coordenar, na Capital, a campanha de reeleição do governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

?Vou ajudar a administrar até quando der, e depois vou sair para campanha de reeleição do governador?, revelou o secretário.

De acordo com o tucano, ele deve deixar a gestão Azambuja no final de julho ou começo de agosto, mas revela que já está atuando na pré-campanha, ?fora do horário de expediente?, ressalta.

O secretário tinha intenção de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa, mas desistiu de participar do pleito atendendo um pedido do próprio Azambuja, que também fez o mesmo pedido ao secretário de governo, Eduardo Riedel, e de Desenvolvimento, Jaime Verruck.

Assis frisa que deve cuidar da campanha de Reinaldo apenas em Campo Grande, e avisa que outra pessoa assumirá esse papel no restante do Estado. Segundo ele, é na Capital que ele ?bate na porta e é atendido?.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Covardia
Policial flagra perseguição e 2 são presos após roubarem mulher que caminhava com namorado na Orla
"Morto estava vivo"
Morto grita para sair de caixão e leva familiares às gargalhadas
Policia
Polícia do Rio prende suspeito de usar gás para lavar dinheiro
18 toneladas
Polícia incinera em MS 18,3 toneladas de drogas apreendidas na região de fronteira em dois meses
Policia
Jovem cai em golpe pelo WhatsApp e deposita dinheiro para estelionatário em MS
Justiça
Acusado de matar ex-sogra em MS é considerado inimputável e irá para internação
Política
"Eu quero provar que Moro é o bandido, não eu", diz Lula à RTP
Famosos
16 de outubro : aniversário de 90 anos de Fernanda MontenegroConfira alguns momentos marcantes deste dia!
Frota sugere Pabllo Vittar para ministério: ‘No lugar da Damares, faria melhor’
Fortaleza
Governo do Ceará não confirma morte em prédio que desabou