Menu
Busca Seg, 01 de março de 2021
(67) 9.9928-2002
BRASIL E MUNDO

Bancada do PSL vai à China conhecer sistema de reconhecimento facial

16 janeiro 2019 - 13h40

Uma comitiva de 12 parlamentares do PSL  embarcaram na última terça-feira (15) para a China para conhecer um sistema que reconhece rostos de cidadãos. Eles foram convidados pelo governo chinês e terão todas as despesas pagas. Segundo o UOL, o deputado Felício Laterça (PSL) vai apresentar  no início do ano legislativo, em fevereiro, um Projeto de Lei (PL) que obriga a implantação de tecnologia de reconhecimento facial em locais públicos para auxiliar as forças de segurança no combate ao crime. A iniciativa é de 20 parlamentares do partido.

De acordo com o projeto, a primeira capital a ter o sistema instalado seria o Rio de Janeiro. O sistema consiste em câmeras especiais que podem ser usadas por policiais ou instaladas em estações de trem e metrô, aeroportos e vias públicas de grande movimentação.

A China tem o maior e mais moderno sistema de vigilância do mundo. Existem cerca de 170 milhões de câmeras com a capacidade reconhecer rostos e outras 400 milhões  que serão implementadas. Com informações da Isto é.

 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasíl
Mês de março tem Dia da Mulher, início do outono e Dia da Água
Brasíl
Sem acordo, Lira cria comissão especial para discutir PEC da imunidade
Leão
Prazo para entregar declaração do Imposto de Renda começa hoje
Campo Grande
A sujeira virou tradição em Campo Grande
Oportunidade
Evento on-line da Sedhast para os 79 municípios de MS começa nesta segunda-feira
Campo Grande
Prefeitura gasta muito recurso público, mas não consegue resolver problemas de semaforizacão, causando riscos e prejuízo à população.
Geral
Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas
Tempo
Março terá acumulados de chuva e calor acima da média em Mato Grosso do Sul
Campo Grande
Presidente do TJ recebe visita do Cônsul da República do Líbano
Covid 19 em MS
SES inicia tratativas para evitar que nova variante do coronavírus chegue no Estado