Menu
Busca Seg, 16 de setembro de 2019
(67) 9.9928-2002
POLÍTICA

Bolsonaro culpa esquerda por derrota na CCJ: “Semianalfabetos”

Parecer favorável ao decreto das armas foi derrubado na comissão do Senado por 15 votos a 9. Presidente citou PT, PSol e Rede

14 junho 2019 - 08h30

Em transmissão ao vivo nesta quinta-feira (13/06/2019), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) culpou partidos de esquerda pela derrota do parecer favorável ao decreto das armas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado nesta semana. Bolsonaro criticou os opositores, que foram chamados de “semianalfabetos”.

“No Senado, os mesmos de sempre: PT, PSol, PCdoB, Rede. Eles, o tempo todo, trabalham o tempo todo contra o direito de você, cidadão, comprar uma arma de fogo”, declarou.

Dos 15 votantes que derrubaram o parecer do relator Marcos do Val (Cidadania-ES), no entanto, apenas dois parlamentares são do PT e um é da Rede. Entre os demais, estão senadores de partidos como MDB, PP, PSDB e DEM.

“Você vê a dificuldade de aprovar um projeto nesse sentido. Se aprovasse um projeto nesse sentido, com toda a certeza a polícia civil, militar, faria seu trabalho”, afirmou o presidente.

Durante a conversa, transmitida de Belém (PA), Bolsonaro não falou sobre a demissão do general Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo, divulgada nesta tarde.

 

Com informações, Metrópoles.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Caso raro!
Um redemoinho de fogo assustou produtores rurais na região rural de Santa Helena de Goiás
Economia
Preço do petróleo sobe após ataques na Arábia Saudita
Campo Grande
É o civismo pré-campanha eleitoral dos Vereadores da capital.
Sequestro
Pai pede para segurar bebê e sequestra criança em praça em MS
Interior
Fogo atinge fazenda de Bodoquena e avança em direção à área urbana
50 TIROS
Casal e criança são mortos com cerca de 50 tiros, em Ponta Grossa
Política
Bolsonaro fala sobre julgamento envolvendo autor de facada
Briga causada pelo dinheiro
MS: Homem que matou amigo por causa de moai vai para prisão domiciliar com tornozeleira
Política
Deputado banca bebida alcoólica com dinheiro público
15MIL
Adolescentes fingem ser clientes para roubar R$ 15 mil em joias