Menu
Busca Ter, 07 de abril de 2020
(67) 9.9928-2002
Bolsonaro

Bolsonaro não nega disparo pelo WhatsApp e diz que mensagem é “de cunho pessoal”

26 fevereiro 2020 - 16h49Por Plantão de notícias

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ) se manifestou pela primeira vez, na manhã desta quarta-feira (26), a respeito do vídeo que teria compartilhado em sua conta de WhattsApp divulgando manifestação contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF) para o dia 15 de março.

Bolsonaro afirmou ter “35 milhões de seguidores em minhas mídias sociais, com notícias não divulgadas por parte da imprensa tradicional”. Ele disse também que, “no WhatsApp, algumas dezenas de amigos onde trocamos mensagens de cunho pessoal. Qualquer ilação fora desse contexto são tentativas rasteiras de tumultuar a República”, encerrou.

 

 

Com Informações Forum

Deixe seu Comentário

Leia Também

Judiciário
Deputado Federal Nelson Meurer vai continuar preso, segundo STF.
Política
Presidente da República ameaça demitir o Ministro da Saúde. Por quê será?
Política
Mandeta pode ser demitido hoje.
FUTEBOL
Médico de time francês se mata após confirmar coronavírus
Política
Até sexta-feira Mandeta poderá ser demitido.
Campo Grande
Prefeito Marcos Trad usa a Covid 19 para se aparecer, assim faz prova da proibida campanha eleitoral de 2020 e improbidade administrativa, disse uma fonte que pediu sigilo.
Economia
Covid-19: CMN cria linha de crédito com verba de fundo constitucional
Política
Presidente não deixe que te façam a "Rainha da Inglaterra", disse apoiador de Bolsonaro.
Política
Alguns ministros viraram estrela, mas a hora deles vai chegar, diz Bolsonaro
Saúde
O pico do Coronavirus será entre 25 a 30 de abril.