Menu
Busca Sb, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9.9928-2002
Justiça

Defesa de Lula usa livro de Janot para reforçar pedido de suspeição de procuradores da Lava Jato

Segundo os advogados do ex-presidente, o livro "Nada Menos que Tudo", do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, mostra que Lula era "objeto de desejo" da força-tarefa. Trecho é usado para reforçar habeas corpus no STF

08 outubro 2019 - 12h12Por BRASIL 247

BRASIL 247 - A defesa do ex-presidente Lula usou trechos do livro "Nada Menos que Tudo", do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, para reforçar o habeas corpus no Supremo Tribunal Federal que em que pede a suspeição dos procuradores da Lava Jato de Curitiba.

De acordo com os advogados, o livro mostra que Lula era "objeto de desejo" da força-tarefa, informa o portal jurídico Jota.

Em um trecho, Janot revela uma reunião tensa com procuradores da força-tarefa, que o pressionavam para denunciar Lula a todo custo. “Eles queriam que eu denunciasse imediatamente o ex-presidente Lula por organização criminosa, nem que para isso tivesse que deixar em segundo plano outras denúncias”.

Em entrevista ao site Migalhas, Lula chegou a citar o livro para reiterar suas alegações acerca do processo mentiroso e político que o condenou sem provas. Ele disse: "é só pegar o livro do Janot, que a gente vê na página 182, no capítulo décimo quinto, essa frase aqui: 'objeto do desejo chamado Lula'".


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Geral
Reuters se junta ao Facebook no combate à desinformação na rede social
Geral
Quase mil passageiros desembarcam do navio afetado pelo coronavírus
Carnaval
Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
Geral
Julgamento de Assange começa na segunda-feira
Politica ou Politicagem ?
Solidariedade expulsa vereador que liderou motim da PM no Ceará
Ceará
Carnaval é cancelado no Ceará
Política
Guru do presidente está internado nos Estados Unidos
Fronteira
Operação Alba: 10 pessoas foram presas nesta madrugada em PJC
Polícia
ABRAJI informa que pistolagem usou a mesma arma para jornalista e outras pessoas
Ceará
Reforço de segurança nacional e exército chega ao Ceará