Menu
Busca Ter, 22 de setembro de 2020
(67) 9.9928-2002
Legislativo

Dia do orgulho Crespo é aprovado na assembleia legislativa

Por Carol Assis
Unânimes, os deputados estaduais aprovaram o projeto de lei de lei que cria o "Dia do Orgulho Crespo de Mato Grosso do Sul", a ser comemorado, anualmente, no dia 7 de novembro. 

De acordo com o autor da proposta, a data escolhida é uma homenagem à adolescente Karina Saifer de Oliveira, de Nova Andradina, que suicidou-se aos 15 anos de idade após sofrer bullying na escola em que estudava, por causa do seu cabelo.

"Não podemos aceitar que no século XXI, pessoas sejam perseguidas, discriminadas ou ridicularizadas por causa da cor da sua pele, pelo tipo do seu cabelo ou pelo seu estereótipo. O objetivo desse projeto de lei é pautar politicamente e sensibilizar a sociedade sobre de que forma a negação do cabelo crespo está associada ao racismo e à discriminação".

A valorização da estética negra é um ato de resistência aos padrões eurocêntricos, impostos ao povo negro, amplamente e historicamente difundidos pela mídia e pela publicidade. "É preciso quebrar o tabu de que existe um padrão de beleza. Que os cabelos crespos sejam símbolo de luta e estimulem a articulação de outras pautas que visem corrigir as desigualdades do Brasil, sobretudo, as injustiças cometidas contra as pessoas negras e contra as mulheres".

Números

Segundo o último Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), quase metade da população feminina no Brasil é preta ou parda (49,5%) e de acordo com o atlas da violência de 2017, do Instituto de Pesquisa Aplicada (IPEA), o número de mulheres negras vítimas de mortes por agressão passou de 54,8% em 2005 para 65,3%. Ou seja, no último ano 65% das mulheres assassinadas eram negras. Outro dado grave é destacado no Mapa da Violência de 2015, no qual mostra que a quantidade de homicídios em mulheres brancas caiu, já os homicídios de mulheres negras aumentaram em 54,2%, passando de 1.864 em 2003, para 2.875 vítimas em 2013.

Com informações do Agência de notícias da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.

RACISMO NÃO!

Deixe seu Comentário

Leia Também

Paranaíba
Homem espanca mulher, em via pública, é visto por policial, que dá volta no quarteirão e prende o agressor
Brasíl
Nem Moro, Nem Azevedo, Nem Bolsonaro e nem Marito , eles todos não conseguiram dar garantias de segurança na fronteira" disse jornalista paraguaio.
Brasilia
Ao STF, Aras diz que decisão sobre reeleição de comandos da Câmara e Senado é assunto interno
Brasíl
Brasil acumula 4,55 milhões de casos e 137,2 mil mortes por covid-19
Rio Verde de Mato Grosso
Prefeito se envolve em confusão e foi filmado onde um outro homem aparece com arma na mão.
Brasíl
Agência Brasil explica o que é o Sistema S
Brasíl
Trabalhadores nascidos em dezembro recebem hoje crédito do FGTS Pagamento é feito por meio da conta poupança digital da Caixa
Brasíl
Fantástico: incêndio no Pantanal , investigação da PF e imagens de satélite indicam que a tragédia começou em 4 fazendas pertencente ao homem bomba da corrupção em Mato Grosso do Sul
Brasíl
Estudo da FGV aponta que pandemia provocou queda de renda de 20,1%
Nova Andradina
PRF apreende mais de 300 quilos de maconha dentro de veículo Renault, tipo scénic e prende traficantes no interior do MS