Menu
Busca Sáb, 15 de maio de 2021
(67) 9.9928-2002
DISCURSO

Dilma: Infelizmente eu assinei a lei que criou a delação

Por Carol Assis
Durante participação no Brazil Forum UK, na Universidade de Oxford, no  sábado (5), a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) disse que se arrependeu de ter assinado a lei que criou a delação premiada.

"Infelizmente eu assinei a lei que criou a delação premiada. Por que infelizmente? Porque ela foi assinada genericamente, sem tipificação exaustiva. E a vida mostrou que sem tipificação exaustiva, ela poderia virar uma arma de arbítrio, de absoluta exceção. Quem assinou? Quem fez as leis? Foi alguém de algum outro partido político? Não, foi o meu partido, porque fui eu que assinei", declarou.

 O evento foi promovido por estudantes brasileiros que vivem no Reino Unido. Na oportunidade, a petista voltou a afirmar que o partido não tem nome alternativo ao do ex-presidente Lula para a campanha presidencial deste ano.

"Lula é inocente. Não é que não há provas, a verdade é que não há crime. Nos enfraqueceria se ele não for candidato a presidente nas próximas eleições. Nós iremos sustentar a posição de inocência do Lula. Não cabe a um inocente ser retirado. Não vamos tirá-lo das eleições de 2018. Se ele participar, ele ganha", afirmou.


vacina sim

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tempo e temperatura
MS tem predomínio de tempo seco e calor de 36°C para a região pantaneira
Covid 19
Dezenas de corpos de possíveis vítimas da covid aparecem na Índia
Campo Grande
Moradores de bairros reclamam de sujeira e insegurança em Campos Grande
Saúde
Após ultrapassar mais de seis mil mortes, MS registra 653 novos casos da Covid-19
Mato Grosso do Sul
Novos secretários da Casa Civil e da Cidadania tomam posse nesta segunda-feira
Campo Grande
Infestação de pragas urbanas alarma moradores de Campo Grande
Vacina
Mato Grosso do Sul recebe novo lote de vacina da Pfizer nesta segunda-feira
F1
Hamilton sobre GP da Espanha de F1: “Aprendi muito sobre Max hoje”
Poluição
Marinha: três navios são suspeitos por manchas de óleo no NE em 2019
Saúde
Fiocruz: pandemia de covid-19 faz vítimas cada vez mais jovens